Sonhada Maternidade: 2016

Introdução alimentar: 6 meses de idade

Olá mamães!

Chegou o momento de introduzir alimentos sólidos.

Até os 6 meses de vida dos nossos bebês é tudo tão tranquilo (e lindo)! Saciamos sua fome e sede apenas como nosso leite (ou leite artificial e água). Basta colocar nosso filho no peito ou oferecer-lhe mamadeira e pronto!

Mas chega o momento em que o organismo do bebê pede mais e o leite deixa de ser suficiente para suprir as necessidades nutricionais desse ser em franco desenvolvimento.

Então, aos 6 meses, se inicia a introdução de novos alimentos. Primeiro com as frutas (in natura ou como sucos) e, depois, os alimentos salgados.

Como oferecer fruta ao bebê?


A introdução alimentar costuma ser mais fácil para uns e mais difícil para outros. Iniciar a introdução pelas frutas é o primeiro passo, pois por terem doce natural, são bem aceitas para pelo bebê. Além disso, são de fácil digestão, já que o estômago do bebê ainda está se acostumando a alimentos diferentes do leite.

Para as papinhas de frutas, as mais utilizadas na introdução alimentar são o mamão, banana e a maçã (esta por último, por ser mais adstringente).

Já o suco, o de laranja-lima é o mais indicado. Além de ser rica em vitamina C, a laranja-lima é doce e suave e a menos ácida de todas as laranjas. O suco deve ser oferecido, de preferência, em um copinho, em quantidades pequenas (entre 30ml e 50ml).

O importante é não colocar açúcar ou mel (este último deve ser consumido apenas após um ano de idade) pois a criança já deve ir se acostumando ao sabor natural da fruta. Além disso, o açúcar em excesso pode acarretar problemas de saúde.

www.sonhadamternidade.com.br


E os alimentos salgados?


Entre 7 e 15 dias após a introdução das frutas é o momento de oferecer os alimentos salgados. Na realidade, apesar de serem chamados salgados, eles não devem conter sal nesse primeiro momento. Deve ser utilizados temperos naturais, como cebola, alho, salsinha, cebolinha para dar sabor aos alimentos. Além disso, um fio de azeite de oliva é recomendável.

As papinhas salgadas são feitas, nesse primeiro momento da introdução alimentar, com legumes, tubérculos e leguminosas, de preferência tendo um exemplar de cada. A carne deve ser cozida junto com os legumes e retiradas (isso inicialmente) quando for amassar a papa. Como o bebê não tem dentes ainda, "mastigar" a carne é algo difícil. Ao poucos, com 7, 8 meses, pedaços bem pequenos e cozidos podem ser ingeridos.

Todos os ingredientes da papinha devem ser amassados com um garfo ou passados por uma peneira (isso é muito difícil) para facilitar a alimentação.

É aconselhável não utilizar liquidificador ou mixer para triturar os alimentos pois esse processo diminui os nutrientes dos alimentos.

www.sonhadamaternidade.com.br


Concluindo


A introdução alimentar é importante para o desenvolvimento da criança e na nova fase nutricional que ela está entrando.

Esse período de papinha é cansativo pois temos que fazer comida diferenciada e separada do restante da família. Mas esse momento é importante para que nossos filhos conheçam e reconheça diversos sabores e tenham hábitos alimentares saudáveis que permanecerão por toda infância e, de preferência, pela vida.

E você? Como está indo com a introdução alimentar? Conte um pouco de sua experiência para todas as mamães que leem o blog.

Um abraço!

Outros posts que podem te interessar:



Feliz Natal!!!

Olá Amigas!

Mais um Natal chegou.

Para algumas é o primeiro natal com seus filhotes.

As tentantes renovam as esperanças e as forças para continuarem firmes em seus projetos.

As gestantes aproveitam cada momento com seus babies em seus ventres.

E as mamães há mais tempo vivem, mais um ano, esse período lindo do ano com seus filhos.

É Natal! Momento de renovar as esperanças, de um mundo melhor, de menos desigualdades e mais amor ao próximo.

É Natal! Momento de estar com a família, recarregar as energias para o novo ano que vai começar.

É Natal!

Desejo a todas as leitoras do blog um Feliz Natal! Desejo tudo de bom para esse momento de lindo do ano.

Um grande abraço a todas!

www.sonhadamaternidade.com.br

Mala de maternidade para as mamães: 5 itens que não podem faltar!

Olá futuras mamães!

Como estão os preparativos para a chegada do bebê?

Você está em um momento de expectativa para o grande dia do nascimento e só está pensando como será os primeiros dias de vida de seu baby e como cuidar dele. Além disso, está preparando uma mala de maternidade para ele, com tudo o que o bebê vai precisar nos primeiros momentos de vida, ainda na maternidade.

Mas e você? Já parou para pensar? Há mães que se preocupam tanto com o filho que se esquecem delas mesmas.

Algumas maternidades, em suas páginas de internet, dão sugestões sobre o que a mãe deve levar para o filho e para ela. Mas, observando vários sites de maternidades, vi que muitas delas deixam de citar itens e outras exageram nos pedidos. O que vou destacar neste post são 5 itens que não podem faltar na mala das novas mamães e que serão úteis nos momentos pós-parto em que estarão na maternidade.

sonhadamatenidade.blogspot.com.br
 Fonte da imagem: pt.pinterest.com

O que você não pode esquecer de levar para a maternidade?


1) Cinta: a cinta, principalmente para quem faz cesárea, é item importante pois ajuda na sustentação do corpo e na acomodação dos órgãos internos. Para pós-cesarianas, as cintas dão segurança à mulher. Se você ainda não sentir à vontade com a cinta em primeiro momento, leve aqueles shorts ou calcinhas altas de compressão na barriga. Já ajuda bastantes. Veja a importância da cinta em A CINTA PÓS-PARTO: GRANDE ALIADA NA VOLTA DA BARRIGA.

sonhadamaternidade.com.br
Fonte imagem: mercadolivre.com

2) Produtos de higiene pessoal: algumas maternidades até oferecem sabonetes (aqueles pequenos, de hotéis) mas é sempre bom carregar seu próprio ou mais adequados para sua pele. Também não se esqueça do creme hidratante. Detalhe: Lembre-se que seu filhote que acabou de nascer não está acostumado com perfumes e pode, até, desenvolver uma alergia. Então o melhor é utilizar produtos sem perfume. Na área dos seios, é melhor não utilizar produto nenhum, a não ser as pomadas hidratantes próprias para os bicos dos seios (veja mais em POMADAS HIDRATANTES E OS MAMILOS DAS LACTANTES).

3) Absorvente íntimo: você vai precisar, e muito. Tem que ser de uso noturno pois o sangramento é abundante.

4) Robe feminino: pode ser que você fique muito tempo de camisola, então é bom utilizar um hobby. A movimentação no quarto do hospital é grande (são visitas, são médicos, enfermeiros) e você pode não se sentir à vontade apenas de camisola.

Fonte imagem: pixabay.com

5) Vestido para deixar a maternidade: Pensamos sempre na saída da maternidade de nossos babies e esquecemos de nós mesmas. Nada disso, menina! Temos que estar lindas e deslumbrantes para deixar o hospital com aquele ser lindo em nossos braços.

E você? Lembra de mais alguma coisa que não disse e que é essencial para os poucos dias que você ficará internada? Conte para gente!

Para aquelas que se estão preparando para o grande dia, BOM PARTO.

Abraços a todas!

Engravidei medindo a temperatura basal

Olá Amigas!

Sou super a favor de métodos naturais para tentar engravidar. Nas minhas tentativas utilizei chá de unha de gato, uxi amarelo (veja o uso dessas erva no link Unha de gato e uxi amarelo), o elixir de inhame (veja meu relato em Engravidei tomando elixir de inhame) e saúde da mulher (veja mais em Saúde da mulher). 

O método de medição da temperatura basal (ver mais em Temperatura basal) eu utilizei nas duas gestações e foi importante para eu conhecer meu corpo, perceber a ovulação e verificar o tamanho médio da minha fase lútea (ver mais em A importância da fase lútea para engravidar).

Medir a temperatura basal é não ficar dando tiro no escuro. É uma maneira de saber, sem gastar dinheiro com testes de ovulação, quando você ovulou ou quando provavelmente isso vai acontecer. Para isso, você tem que medir pelo menos três meses consecutivos para conhecer o funcionamento de seu organismo.

Além disso, você pode ficar sabendo se está grávida se sua temperatura permanecer alta por, pelo menos 7 dias após o término de sua fase lútea.


Mas tem que ter disciplina


O método de medição da temperatura basal não é fácil. Você tem que ter muita disciplina, pois você deve medir sempre no mesmo horário, mesmo em finais de semana, sem levantar da cama ou fazer movimentos bruscos. Eu sempre deixava o termômetro debaixo do meu travesseiro para evitar qualquer movimento que pudesse interferir na medição.

Foi dessa forma, medindo todos os dias no mesmo horário, durante os ciclos de tentativas, que conheci e reconheci sinais do meu corpo. Dessa forma consegui meu dois positivos.

Claro que não foi "de primeira". Na primeira gestação, devido a um descontrole hormonal, demorei 13 ciclos para engravidar. Já na segunda gestação, sem problemas hormonais, foram 4 ciclos. Destaco que as duas gestações ocorreram após os 30 anos.

www.sonhadamaernidade.blogspot.com.br


Concluindo...


Medir a temperatura basal é excelente para conhecermos nosso próprio organismo, tentando identificar ovulação e fase lútea. Mas tem que ter disciplina, pois não é um método fácil de se adotar, afinal muitas vezes temos que acordar cedo em pleno domingo para medir.

No post Temperatura basal explico mais como funciona esse método.

Abaixo indico três posts em que relato um cronograma utilizando métodos naturais para tentar engravidar.


Abraços a todas e boas tentativas!

 

 

Shampoo Johnson's Baby ajuda a engravidar?

Olá tentantes!

Mais uma novidade para vocês que estão na busca pelo positivo.

Nos grupos de tentantes que participo (ainda, apesar de não ser mais tentante rsrs) o que está bombando é o uso do "Shampoo Johnson's Baby" como sabonete íntimo para ajudar a engravidar. Tenho lido alguns relatos de  positivos após o uso desse xampu.

Mas por que ele ajudaria a engravidar?


Algumas mulheres, após algum tempo de tentativas e insucessos nas mesmas, começam a realizar exames para verificar se há algum problema fisiológico que esteja impedindo uma fecundação. Se mesmo depois dos exames constatarem que está tudo normal e mesmo assim você não consegue o positivo, pode ser sua ansiedade que esteja atrapalhando ou uma coisa bem simples: seu Ph vaginal.

O Ph está relacionado ao nível de acidez de um líquido ou ambiente. No caso do Ph vaginal, ele se refere à acidez do ambiente vaginal, incluindo o muco. O Ph vagina é ácido, variando entre 2,0 e 4,0, numa escala de 0 a 10. O esperma, em contato com o ambiente vaginal, eleva esse Ph para valores entre 5,5 e 7,0, tornado o ambiente mais alcalino.

Ambiente vaginal muito ácido pode matar os espermatozoides. A união entre o ambiente vaginal com Ph normal e o esperma deixa o ambiente favorável para a sobrevivênvia do espermatozoide na vagina.

O xampu Johnson's ajuda a regular o Ph vaginal (ao contrário de muitos sabonetes íntimos no mercado), desta forma o ambiente vaginal ficará propício para receber o esperma.

Mas não é qualquer xampu Johnson's e sim o Johnson's Baby que regula o Ph. Veja a imagem:


sonhadamaternidade.blogspot.com.br


Como usar o xampu nas suas tentativas de engravidar?


Não Tem segredo nenhum quanto ao uso do xampu. Basta durante, o banho, lavar as partes íntimas com o xampu. Simples assim. Pode ser usado durante todo o ciclo.

E aí, será que funciona?


Um ambiente propício para a sobrevivência do espermatozoide é ótimo para quem está tentando engravidar, e toda a ajuda nessa caminhada é válida.

Na época que eu era tentante, eu não fiquei sabendo dessa dica do xampu, senão teria usado com certeza.

Em diversos grupos e fóruns de tentantes tenho lido relatos positivos após o uso desse xampu. Não que ele seja o principal responsável pelo positivo, mas em conjunto com outros fatores, ajuda bastante.

Então vale a pena tentar!

E você? Vai experimentar? Já experimentou e deu certo? Conte para gente! Compartilhe!


Abaixo indico três posts em que relato um cronograma utilizando métodos naturais para tentar engravidar.



Veja também o post: ENGRAVIDEI TOMANDO ELIXIR DE INHAME

sonhadamaternidade.blogspot.com.br

Colônia "Hora de dormir" da Johnson's

Olá a todas!

Sabe aquele momento de desespero em que seu bebê não dorme fácil à noite, custa a pegar no sono e você sente suas forças diminuírem por causa do sono que você sente? Então você busca alternativas que te ajudem a melhorar o sono do seu filhote.

Com meu primeiro filho, que não dormia muito bem, fiz diversos testes. Um deles foi utilizar a colônia "Hora de dormir" da Johnson's.

E como é a colônia "Hora de Dormir?


A colônia "Hora de dormir" possui exclusiva essência Natural Calm, que libera um cheirinho suave que deixa o bebê levemente perfumado. A fórmula é dermatologicamente testada e não irrita a pele dos nossos filhotes. Esse aroma relaxa o bebê, por isso o ideal que seja usado antes do sono da noite.

Ela pode ser utilizada após o banho antes de dormir, como pode ser aplicada, em pequenas quantidades, na roupa do bebê e nas roupas de cama.

A colônia é indicada, também, para ser incluída na rotina de sono do bebê.


sonhadamaternidade.blogspot.com.br



E aí? Funciona?


Primeiro a se saber é que a colônia não é uma fórmula mágica do tipo "aplicou, dormiu". Infelizmente isso não existe.

Com meu filho mais velho, não adiantou muito. Na realidade, como tratei no post Não há receita para bebê dormir a noite toda , é da natureza dele ser mais ativo e resistir para dormir. Todas as minhas tentativas de aplicar rotina de sono ou tentativa de utilizar produtos para esse fim falharam. Ele somente começou a dormir a noite inteira depois de desmamar, aos 2 anos.

Com minha caçula usei a colônia pensando mais em uma rotina de sono. Dava um banho antes de colocá-la para dormir e aplicava um pouco em uma fraldinha de pano que deixava perto dela. Ele relaxava e pegava no sono.

Mais uma vez repito, a colônia não faz milagres mas quando incluída na rotina antes de dormir pode ser de grande auxílio.

Compensa experimentar a colônia e inclui-la na rotina antes de dormir de seu bebê. É claro que ele pode ser dos mais "agitados" e não se adaptar à rotina, mas vale a tentativa.

Veja também o post O SEU BEBÊ DORME A NOITE INTEIRA E O MEU NÃO! POR QUÊ?

E você? Já testou? O que achou? Deixe seu comentário e compartilhe sua experiência!

Abraços a todas.


Teste de farmácia: qual devo comprar?

Olá Amigas!

Sabe quando estamos na expectativa do atraso menstrual menstrual e ficamos na dúvida sobre fazer ou não o teste de farmácia ou em que marca de teste confiar?

Pois é, sobre fazer ou não o teste de farmácia, fiz um post tratando sobre o assunto e o momento ideal de realizá-lo em 4 perguntas a se fazer antes de realizar o teste de farmácia.

Vou tratar aqui dos diversos tipos de testes que existem no mercado, desde os mais simples, de tiras de papel, até os mais modernos e digitais, que são capazes de determinar as semanas de gestação.

O que são os testes de farmácia?


Os testes de farmácia são testes simples para se detectar gravidez. São mais simples do que os de sangue pois são capazes de detectar a presença do hormônio da gravidez (Beta HCG) na urina. Eles possuem diversas apresentações, desde tiras de papel, até os eletrônicos (utilizam bateria).

Todos eles podem apresentar algum problema  - de fábrica ou de utilização - por isso a maioria apresenta uma linha de teste que obrigatoriamente deve aparecer durante a realização do teste, independente de o resultado ser positivo ou negativo. Se a linha de teste não aparecer, o teste de farmácia deve ser inutilizado e a mulher deve fazer outro.

Se realizados corretamente, possuem alta taxa de confiabilidade. Veja, mais uma vez, o momento ideal de se realizar o teste AQUI.

O que difere um teste de outro?


Honestamente, para mim, apenas o preço. É claro que isso é uma questão de opinião. Muitas mulheres acreditam que os testes mais caros e mais "modernos" são melhores. Mas todos eles podem apresentar algum problema de produção. Todos utilizam urina e todos aconselham a esperar pelo menos um dia de atraso menstrual para serem utilizados.

É claro que alguns, mais sensíveis, podem até identificar o HCG na urina antes do atraso menstrual, mas somente questão de um ou dois dias antes.

Todos possuem margem de erro e grau de sensibilidade em relação ao HCG. E todos, sem exceção, são descartáveis, isto é, só podem ser utilizados uma única vez.

Eu utilizei duas marcas diferentes para detectar minhas duas gestações. Nunca pensei em comprar aqueles caros, que detectam até a possível semana de gestação que você está. Mas isso é uma escolha minha. O dinheiro que se gasta em um teste caro quase que dá para pagar para fazer o exame de sangue no laboratório. Tanto para os dois positivos quanto para os alguns negativos, essas duas marcas me serviram bem (não vou fazer aqui uma resenha sobre elas, apenas estou apresentando as marcas que utilizei, sem maiores detalhes nesse momento.)

No primeiro positivo, utilizei o Bioeasy Plus. 

sonhadamaternidade



Já para o segundo positivo, já que não tinha o Bioeasy na farmácia, comprei o Fast Test HCG.

Sonhada Maternidade

Então...


Sabendo destas questões e características dos testes de farmácia, quando for o momento para realizá-los, escolha o que você  sentir mais segurança. Desde os mais simples quanto aos mais "show". Faça uma pesquisa, veja o grau de sensibilidade. O importante é você encontrar um em que você se sentirá segura.

E, o mais importante, faça o teste no momento certo para que o resultado seja o mais confiável possível.

Veja também o post TESTE DE FARMÁCIA: ESTOU PRONTA PARA UM NEGATIVO?

Beijos férteis a todas e até o próximo post!!!

Pomadas hidratantes e os mamilos das lactantes: como ficam as rachaduras?

Olá Amigas! Como vai a luta?

Luta sim, principalmente para aquelas cujos bebezinhos já nasceram. Hoje vou tratar um pouco das pomadas de hidratação dos seios, que podem ser utilizadas desde antes do nascimento. A maioria das mulheres só começam a usar mesmo a partir do nascimento do bebê, quando inicia a amamentação e as rachaduras no peito.

As pomadas para hidratação dos mamilos possuem em sua composição básica a lanolina (hidratante natural obtido a partir da limpeza da lã do carneiro) e que possui grande poder de hidratação. Existe várias marcas no mercado, e o que difere uma da outras é a associação da lanolina a outros componentes.

Nas duas gestações utilizei duas pomadas diferentes: a Massê (da Jhonson's) e a Millar (da Aché). Se a composição básica é a lanolina, por que escolher duas pomadas diferentes? Não há motivo.

Comprei a Massê assim que meu peito rachou após iniciar a amamentação do meu primeiro filho. Meu marido foi à farmácia e o atendente indicou.


sonhadamaternidade.blogspot.com.br


Já em relação à Millar, ganhei algumas amostras grátis que foram suficientes para meu uso.

sonhadamaternidade.blogspot.com.br

(Veja preço da Millar nas Lojas Americanas: https://goo.gl/aO7Ih0 )


E aí? Funciona?


Como hidratante, as pomadas cumprem sua função, principalmente para quem tem a pele mais seca. Aliás, considerando isso, seria bom sempre passá-las nas auréolas independente de gestação pois essa pomadas são específicas para essa função.

Usá-las pensando apenas que os seios não irão rachar no início da amamentação é perca de tempo. Independente do uso desse tipo de produto, seus seios terão alguma rachadura (em menor ou maior grau). O uso do hidratante poderá amenizá-la. Além disso, elas proporcionam um alívio às dores das rachaduras entre uma amamentação e outra.

Mas não compre achando que eles têm "poder" cicatrizante pois irá se decepcionar. Mais uma vez: a função principal da lanolina é HIDRATAR. Comigo, para cicatrizar as fissuras, só funcionou passar meu próprio leite nos bicos e tomar sol. Com uma semana já estava tudo bonitinho e eu não sentia mais dor. Falarei mais sobre isso em um próximo post.

E compensa comprar?


Sim como um produto de hidratação da pele das auréolas e bicos dos seios, que precisam de cuidados.

Não se você quiser apenas cicatrizar as rachaduras dos seios. Para isso temos métodos naturais, como o uso do próprio leite materno e o os banhos de sol. Na minha opinião, são muito eficazes.

Gostou da informação? Quer dar sua opinião ou tem alguma dúvida? Deixe seu comentário. Estamos aqui para trocar experiências.

Até o próximo post!

Abraços.


Elixir de Inhame: cronograma de uso

Olá tentantes! Como está a correria e a ansiedade?

Resolvi fazer este post pois sempre estou ajudando outras tentantes com dúvidas sobre o uso do elixir de inhame no post "Engravidei tomando Elixir de Inhame"

Quais são as maiores dúvidas? As maiores dúvidas são relacionadas aos dias de uso, isto é, quando se inicia, quantos dias se deve tomar, quando termina.

Vamos lá!


O elixir de inhame deve ser tomado pelas tentantes por 7 dias, pela manhã em jejum, iniciando no 7º dia do ciclo e terminando um dia antes da possível ovulação, que deve ocorrer por volta do 14º dia do ciclo. Mas essa contagem funciona para quem tem ciclo de 28 dias. E para outras dezenas de mulheres que possuem ciclo de 25, 26, 27, 29, 30 dias? Não dá para seguir esse cronograma.

O importante, primeiramente, é saber que a ovulação ocorre, mais ou menos, 14 dias antes da menstruação descer, independente do tamanho do ciclo. Pode haver algumas variações de tamanho nessa fase (chamada fase lútea), mas o mais comum é que ela seja de 14 dias. Para saber o tamanho aproximado de sua fase lútea, aconselho o uso do método de medição da temperatura basal por, pelo menos, 3 meses, para você conhecer seu ciclo. Veja mais sobre esse método AQUI

O cronograma que faço aqui é para ciclos de tamanhos entre 26 e 35 dias, mas com fase lútea de 14 dias. Se você tem uma fase lútea maior ou menos, adapte o cronograma a seguir.

Tamanho do ciclo
Início do elixir
Término do elixir
Dia da ovulação
25 dias
4º dia do ciclo
10º dia do ciclo
11º dia do ciclo
26 dias
5º dia do ciclo
11º dia do ciclo
12º dia do ciclo
27 dias
6º dia do ciclo
12º dia do ciclo
13º dia do ciclo
28 dias
7º dia do ciclo
13º dia do ciclo
14º dia do ciclo
29 dias
8º dia do ciclo
14º dia do ciclo
15º dia do ciclo
30 dias
9º dia do ciclo
15º dia do ciclo
16º dia do ciclo
31 dias
10º dia do ciclo
16º dia do ciclo
17º dia do ciclo
32 dias
11º dia do ciclo
17º dia do ciclo
18º dia do ciclo
33 dias
12º dia do ciclo
18º dia do ciclo
19º dia do ciclo
34 dias
13º dia do ciclo
19º dia do ciclo
20º dia do ciclo
35 dias
14º dia do ciclo
20º dia do ciclo
21º dia do ciclo

Mais uma vez lembro que esse cronograma se baseia em uma fase lútea de 14 dias!

Veja também como utilizei o elixir de inhame para engravidar em Engravidei tomando elixir de inhame.

Espero que esse cronograma ajude você a se organizar quanto ao uso do elixir de inhame. E que seu positivo venha logo, logo.

Qualquer dúvida, deixe seu comentário.

Beijos férteis a todas!

OBS: Quer comprar o Elixir de Inhame? Veja os preços AQUI!

sonhadamaternidade.blogspot.com.br



Citrato de Clomifeno: indutor de ovulação

Olá amigas!

Como estão as coisas?

Hoje o post é para as tentantes. Sabe aquele momento, depois de alguns meses de tentativa (e não precisa ser muito não) que bate aquele desespero de ter mais um resultado negativo? E nessa hora você pensa: quero tomar um indutor de ovulação!

Pois é. Eu passei por isso na minha primeira gestação. Depois de 7 meses de tentativas pensei seriamente e comprar um indutor por conta própria. A ideia foi retirada da minha cabeça por uma amiga que me acalmou e disse que tudo viria a seu tempo.

Os principais indutores de ovulação comercializados no Brasil tem como base o citrato de clomifeno, e são utilizados principalmente para mulheres que possuem ovulação irregular ou não ovulam. Também são utilizados por quem tem síndrome de ovários policísticos.

Mas é claro que essa medicação é prescrita após toda uma investigação de fertilidade, que normalmente ocorre após um ano de tentativas (ou seis meses para mulheres acima de 35 anos, ou mulheres que tenham alguma outro problema de saúde).

O indutor também é indicado para mulheres que, após toda a investigação, possui infertilidade inexplicada.

Como o indutor funciona?

O citrato de clomifeno em nosso organismo estimula a produção dos hormônios FSH E LH e assim estimulando ovários e á liberação dos óvulos. Então, para quem possui algum problema relacionado a esses hormônios e o amadurecimento e liberação de óvulos, os indutores são uma alternativa.

Mas veja bem, para se saber se você tem algum problema relacionado à ovulação, terá que passar por uma avaliação médica, que passará uma série de exames. Muitas vezes, os médicos só começam a pedir esses exames se você já tem algum problema de saúde relacionado à ovulação (como síndrome dos ovários policísticos) ou quando já se tem pelo menos um ano de tentativas sem resultar em gestação.

E se eu quiser usar por conta própria?

Não é aconselhável. Eu pensei em fazer isso, mas desisti. Sou muito medrosa.

O uso de medicamentos sem receita e indicação médica pode prejudicar o andamento de seu tratamento. Além disso, o uso de citrato de clomifeno só deve ocorrer por um tempo determinado (máximo 3 meses em cada tentativa, com intervalos de pelo menos 6 meses) pois pode haver risco de gravidez tubária ou câncer de ovários, devido à estimulação dos mesmos.


Então...


Seja paciente. Não parta para o uso de medicação sem necessidade. Aguarde o tempo que os médicos aconselham a esperar uma gestação sem necessidade de medicamentos. Se necessário, seu médico a orientará.

Sei que é difícil esperar, mas se você estiver ansiosa demais, parta para indutores de ovulação naturais, como o consumo do inhame e o elixir de inhame (super recomendo. Veja como usei o elixir AQUI).


Abraços e beijos férteis a todas!

sonhadamaternidade.blogspot.com.br



Está chegando o calor: cuidado com os mosquitos!

Olá amigas!

A primavera está aí e com o ela o calorzinho já começa a dar as caras. É claro que não é como no verão, mas já dá para pensar em pegar um sol (para aquelas que amam).

Mas com essa nova estação um velho inimigo dá de novo as caras: o mosquito Aedes aegypti. Isso mesmo, aquele famoso transmissor da dengue, chikungunya e a temível zica. Temível sim, principalmente para as gestantes ou futura gestantes. Mas é claro que não podemos nos esquecer dos transtornos das outras duas doenças, afinal tanto a dengue quanto a chikungunya podem levar a óbito.

No mercado há diversas marcas de repelentes que prometem serem eficientes contra esse mosquito em particular, mas nem todas podem ser usadas por gestantes ou crianças, principalmente por causa dos produtos presentes em sua composição.

Estou grávida. Qual repelente devo usar?


De acordo com o ministério da saúde, são três as substâncias que são eficientes contra os mosquito Aedes aegypti: icaridina, IR3535 (etil butilacetilaminopropionato) e DEET (dietiltoluamida).

O mais seguro para as gestantes são os que apresentam o DEET em sua composição, com concentração entre 10% e 50%.

Mas seu ginecologista deve avaliar seu caso e prescrever o uso do repelente


E meu filho? Que repelente usar?


 Os pediatras desaconselham o uso desse tipo de produto antes dos 6 meses de idade, por causa da sensibilidade da pele dos nossos pequenos e a possibilidade de se ter reações alérgicas. Nesse caso, a recomendação é utilizar mosquiteiros e telas nas janelas para evitar a entrada do mosquito no ambiente. Se você quiser usar aqueles aparelhos que se colocam na tomada para afastar os mosquitos, coloque-o quando o quarto (ou ambiente) estiver vazio e retire-o antes de levar o bebê para o quarto. Mas sempre é bom conversar com o pediatra de seu filho.

Entre os 6 meses e 2 anos, ainda é bom continuar evitando o uso de repelente, mas se for usá-lo, o ideal é o que apresenta termetrina em sua composição e que seja aplicado sobre as roupas antes de vesti-las nas crianças. *

Após os 2 anos, os que apresentam o componente DEET já pode ser usado, mas com a concentração menor do que 10%.*

A partir dos 12 anos já se pode utilizar o repelente para adultos.*  (* Fonte: https://saude.terra.com.br/especialistas-alertam-uso-de-repelente-em-criancas-deve-ser-moderado,be988c3d10f27310VgnCLD100000bbcceb0aRCRD.html

Então...


Não se esqueça de se cuidar durante esse período de calor. Tanto da pele como contra os mosquitos e as doenças que os mesmos podem causar.

Um abraço a todas e até o próximo post.

Veja mais também em Medida da circunferência craniana no ultrassom e o zika vírus


sonhadamaternidade.blogspot.com.br
Fonte imagem: https://www.nutripele.com.br/

Diminuir catarro peito do filho!

Olá a todas!

Bebê resfriado é uma luta! Tosse, coriza, catarro... Estou assim há mais de uma semana com a minha filhinha de 7 meses. A pediatra passou medicação mas tem hora que parece que nada resolve o peito cheio.

Vi na internet uma receita (se é que posso chamar assim) para amenizar o catarro no peito. É fazer uma compressa no peito e nas costas com couve.


Como assim?


Isso mesmo. São aquelas receitas naturais da vovó que pouco sabemos hoje em dia e que costumam dar resultado.

Noite passada testei. Basta esquentar a folha da couve no vapor até ela amolecer. Depois, pode utilizar papel toalha, coloque-a, já morna, no peito e nas costas, fazendo uma compressa. Para segurar, utilize o body do bebê ou uma faixa.

Não precisa deixar a compressa por muito tempo. Alguns minutos bastam. Eu deixei 15 minutos. O importante é fazer essa compressa à noite ou em um momento em que a criança não vá pegar friagem depois. O catarro será eliminado com as fezes.

Senti uma melhora considerável. Vou fazer mais uma vez para ver se melhora mais ainda.

Fica a dica.

Até o próximo post.

Abraços.

sonhadamaternidade.blogspot.com.br

Projeto "Agora vou engravidar": etapa final!

Olá Amigas!

Chegamos à fase final (e não menos importante) do ciclo: a fase lútea (veja mais em  A importância da fase lútea para engravidar). É nesse momento que, dando tudo certo durante a ovulação e que tenha ocorrido a fecundação, você tem que cuidar do seu corpo e esperar o atraso menstrual.

Sei o quanto é difícil aguardar esse atraso. É difícil, também, depois de tanto esperar, receber um negativo. Mas, o mais importante é manter a calma e seguir nesses dias sem estressar demais.

O que fazer então na fase lútea?


1) Continue medindo a temperatura basal: isso é de grande importância (repito isso sempre). Na fase lútea a TB dá uma subida em relação à fase pré-ovulatória. Se você já mede a temperatura há mais tempo, já sabe quanto tempo dura a sua fase lútea, e se a temperatura continuar alta pelo menos 5 dias após o término dessa fase e a menstruação não tiver descido, é hora de fazer um teste de farmácia. Se a temperatura sobre uma queda mais brusca no último dia da fase lútea, provavelmente sua menstruação chegará neste dia (ou no próximo). O importante, nesse caso, é não desistir e partir cheia de vontade para o próximo mês de tentativas.

2) Consuma abacaxi: toda fruta faz bem à saúde. Agora imagine uma fruta que também ajuda na fixação do embrião? Essa fruta é o abacaxi. Para a fixação do embrião, o endométrio necessita de uma espessura mínima para o sucesso da nidação. Alguns especialistas sugerem, pelo menos, 7mm de espessura. Há mulheres que não conseguem engravidar porque o útero não chega a essa espessura mínima (casos de ciclos muito curtos, por exemplo). Existem remédios indicados pelos ginecologistas para ajudar nesse aumento. Mas temos no abacaxi um método natural para auxiliar, já que essa fruta apresenta nutrientes que a torna anticoagulante natural. 

Como você deve consumir o abacaxi? Após a ovulação, durante 5 dias seguido em jejum. Você deve consumir uma fatia grande com o talo (parte que contém mais enzima bromelina).

3) Relaxe e espere o possível atraso: sei que isso é difícil, mas não adiante desesperar. Nada de fazer testes de farmácia antes do atraso (só se gostar de jogar dinheiro fora). Vai assistir a um filmes, ler livros. Se você trabalha, não fique durante o expediente com a cabeça voltada para suas tentativas de engravidar. Converse com seus colegas. Sei que é difícil, mas fica a dica.

4) Menstruação atrasou: se isso ocorreu, não desespere para fazer o exame de farmácia. Aconselho a seguir as dicas que dou no post 4 perguntas a se fazer antes de realizar o teste de farmácia.

Por aqui termino o especial de 3 posts do projeto "Agora vou engravidar". Espero que tenham gostado das dicas e que elas ajudem bastante no projeto de cada uma de vocês. Quero receber notícias.

Dê uma olhada, também, nos dois primeiros posts:



Abraços e até o próximo post.

sonhadamaternidade.blogspot.com.br

Projeto "Agora vou engravidar": segundo passo

Olá Amigas!

Esperam que estejam animadas e disciplinadas com o projeto "Agora vou engravidar".

Sei que muitas de vocês ainda devem estar no meio do ciclo menstrual só esperando a menstruação chegar para iniciar o seu projeto. É isso mesmo! Seja confiante e faça tudo direitinho, para quem sabe ter seu positivo logo no no primeiro ciclo de tentativas com o projeto (isso seria demais,não é?).

Nesse segundo post, vou tratar da fase ovulatória e o que deve ser feito nesse período.

Estou para ovular. E agora?


Estamos chegando ao momento mais esperado do mês para quem está nas tentativas para engravidar. Até agora, você estava fazendo tudo direitinho: medindo a temperatura basal, tomando o elixir de inhame e treinando.

Entre 16 e 32 horas antes da ovulação há um aumento de hormônios que desencadeará a liberação do óvulo. Você estará, então, na Fase ovulatória (veja mais sobre essa fase AQUI).

Essa é a fase mais curta do ciclo, e passa rápido (2 ou 3 dias e lá se foi). Perder esse momento significa esperar mais um mês para a próxima ovulação. E cá para nós: um mês é muita coisa nessa vida de tentante.

O que fazer nesse período?

1) Continuar a medir a temperatura basal: isso é lei a ser cumprida. Aliás, durante o ciclo inteiro. A partir dessa medição que você saberá quando ovulou (pelo menos terá uma noção desse momento).

2) Observar muco vaginal: Se conhecer é muito importante. Observe seu muco vaginal. Ao se aproximar da ovulação o muco vai mudando e próximo à ovulação ele estará como uma clara de ovo. Nem todas as mulheres percebem a presença desse muco pois ele pode cair direto no vaso sanitário quando urinamos. As que percebem, veem o muco no papel higiênico ao se limpar. Você também pode se tocar para verificar a presença do muco, mas ao fazer isso, higienize bem as mãos.

3) Observar os sinais do corpo: Muitas mulheres sentem dores nos ovários quando estão para ovular. Passe a prestar atenção para ver se isso ocorre com você.

4) Verifique se houve queda da temperatura basal: o dia da queda é o dia da ovulação, o grande momento do mês para as tentantes.

5) Utilize testes de ovulação: se você ainda quiser, pode utilizar os testes de ovulação para ter certeza do dia em que ela ocorre. Eles são comprados em farmácia e devem começar a ser utilizados pelo menos 3 dias da data provável da ovulação. Como você já está medindo a temperatura basal, será mais fácil utilizar os teste como complemento.

6) Continue treinando: é o mais importante a se fazer nessa fase do ciclo. Como tratei no primeiro post desta série, treine, pelo menos, dia sim dia não. Treinar todos os dias não faz mal (é até bom para a pele rsrs), só não se esquecendo que tem que fazê-lo, afinal é o momento mais importante do ciclo. Para quem já está medindo a TB, tem uma ideia de quando a temperatura vai cair, assim você pode intensificar os treinos durante os sete dias do  período fértil (ovulação, três dias antes e três dias depois).

Ufa! Muita coisa para pensar e fazer. Agora é ir à luta. Não é muito difícil não, aliás é prazeroso.

Para quem está chegando agora, não esqueça de dar uma olhadinha no primeiro post da série em Projeto "Agora vou engravidar": primeiro passo .

Até o próximo post!

Abraços.

sonhadamaternidade.blogspot.com.br

Projeto "Agora vou engravidar": primeiro passo

Olá Amigas!

Essa semana vou fazer três posts especiais com um roteiro de ações a serem seguidas durante todo o ciclo feminino para se conquistar o tão sonhado positivo. Eu dividirei os posts da seguinte maneira: na segunda-feira (hoje) tratarei da fase pré-ovulatória e os preparativos a serem feitos nesse período do ciclo. Na quarta-feira, ficaremos com o grande momento do nosso ciclo: a fase ovulatória; e por fim, na sexta-feira, teremos a fase lútea, com todas as ações que temos que proceder nessa fase.

Essa série de post é como um guia que você deve seguir durante todos os dias de seu ciclo, sendo disciplinada e sem deixar a preguiça tomar conta de você. Estou passando nesses três dias dicas de como eu procedi nas minhas duas gestações para poder engravidar, e vou te dizer que foi muito bom, principalmente para conhecer meu corpo e reconhecer sinais enviados por ele. Então, não custa nada tentar. Vamos lá?

Fase pré-ovulatória

 Essa fase se inicia do primeiro dia do ciclo (primeiro dia de menstruação) e vai até o dia anterior da ovulação.

O que deve ser feito nessa fase:

1) Iniciar a medição da temperatura basal: pode-se iniciar essa medição desde o primeiro dia do ciclo (se medir pela boca ou ânus) ou a partir do 5º dia (ou quando terminar a menstruação) se a medição for feita pela vagina. O mais recomendável é que seja feita pela vagina ou ânus pois pela boca pode haver variação. Medir a temperatura basal é muito importante para conhecer seu corpo e saber como ele se comporta antes, durante e depois da ovulação. Esse método é um grande aliado de quem quer engravidar. (Veja mais em Temperatura basal);

2) A partir do 7º dia iniciar o uso do elixir ou chá de inhame: na realidade, o elixir ou chá deve ser consumido por 8 dias terminando no dia em que você vai ovular. Estou considerando aqui um ciclo de 28 dias, mas você vai adaptar essa contagem e a administração do produto com seu ciclo. Se quiser mais informações veja em Engravidei tomando Elixir de inhame e Elixir de Inhame II ;

3) Iniciar os treinos: essa a melhor parte. É só aproveitar. Se não treinar não tem como engravidar, não é mesmo? O período fértil se inicia, mais ou menos, sete dias antes da ovulação. Então, a partir desse dia, você pode treinar todos os dias (se tiver pique, é claro), ou dia sim dia não (aconselhável). O que não se deve é deixar de treinar.

Esses são os primeiros passos a se seguir na busca pelo positivo. Siga direitinho, preparando para a ovulação.

Se você quiser saber um pouco mais das fases do ciclo menstrual veja em: Fases do ciclo menstrual e A importância da fase lútea para engravidar.

Quer ver o próximo passo, dê uma olhada no post Projeto "Agora vou engravidar: segundo passo".

Abraços a todas.

sonhadamaternidade.blogspot.com.br



A importância da fase lútea para engravidar

Olá amigas!

Como está tudo?

No último post (Fases do ciclo menstrual) tratei um pouco das fases do nosso ciclo menstrual e como identificá-las, auxiliando nas tentativas de gravidez.

Neste post, tratarei mais especificamente da fase lútea, que é importante para a futura gestação.

O que é a fase lútea?


É a última fase do ciclo menstrual, tendo duração entre 11 e 16 dias, sendo o padrão 14 dias (para mulheres que possuem ciclo de 28 dias). Ela se inicia logo após a ovulação e termina, se não houver gravidez, com a menstruação.

Durante a fase lútea, o hormônio chamado progesterona (que tem sua produção aumentada com a formação do corpo lúteo) trabalha para manter o endométrio forte para uma possível nidação e, consequentemente gravidez.

Não ocorrendo uma gestação, os níveis de progesterona caem e o endométrio se descama originando a menstruação.

Minha fase lútea tem menos de 11 dias. E agora?


Fase lútea menor do que 11 dias pode atrapalhar quem deseja engravidar pois o óvulo fecundado pode demorar entre 4 e 15 dias para chegar ao útero. Se, por exemplo, você engravidar tendo uma fase lútea de 10 dias, e o óvulo fosse demorar 12 para chegar ao seu útero para a nidação, infelizmente sua gestação não seguiria pois seu endométrio já teria descamado e você já teria menstruado quando esse óvulo chegasse ao útero, sendo o mesmo eliminado junto com a menstruação.

Se você perceber que esse é seu caso, procure um médico pois há remédios no mercado (alguns famosos que não vou citar o nome pois o melhor é procurar um médico) que são indicados para aumentar o nível de progesterona no organismo e, assim, aumentar a fase lútea.

Minha fase lútea tem mais de 16 dias. O que pode ser?


Quando a fase lútea tem mais de 16 dias, pode ser que seu organismo esteja produzindo mais progesterona do que necessário, podendo não ocorrer a queda do mesmo e a menstruação não ocorrer. Mas uma vez é necessário consultar um especialista para analisar a situação e, se necessário, indicar um tratamento com medicamentos para normalizar a produção de progesterona.

Como saber o tamanho da minha fase lútea?


Sempre aconselho a utilizar o método de temperatura basal para identificar de maneira mais clara possível cada fase de seu ciclo. Medindo sua temperatura todos os dias, durante pelo menos 3 meses, você identificará o provável dia de sua ovulação e saberá qual é o tamanho de sua fase lútea.

Mais uma vez, é importante conhecer bem o funcionamento de seu organismo para que você esteja consciente do que acontece internamente com você. Desta forma, as chances de engravidar aumentam bastante.

Por hoje é só. Qualquer dúvida, sugestão e opinião, deixe seu comentário.

Abraços.

sonhadamaternidade.blogspot.com.br






Fases do ciclo menstrual

Olá a todas!

Voltando para tratar um pouco mais das fases do nosso ciclo menstrual. Como eu tratei no post Você quer engravidar? Conheça seu ciclo menstrual, compreender como nosso ciclo funciona é de grande importância para entender melhor seu organismo e auxiliar na caminhada rumo ao tão sonhado positivo.

Sei que quando não pensamos em engravidar, o que importa mesmo para gente é saber quando a menstruação chega, apenas para nos prevenir e ter sempre um absorvente na bolsa.

Mas saiba que nosso ciclo é muito mais complexo do que apenas saber datas. Ele é uma preparação do nosso corpo para a receber uma nova vida.

E como se divide nosso ciclo?

Nosso ciclo se divide em três fase: folicular, ovulatória e lútea. A duração de cada uma delas é particular a cada mulher, pois depende do tamanho do ciclo de cada mulher.

Vou considerar, para fins de explicação, o ciclo padrão de 28 dias. Desta forma, as fases ficariam assim divididas:

1ª ) Fase folicular: é quando ocorre a preparação do folículo que se tornará o óvulo que será liberado para a fecundação. Essa fase se inicia no primeiro dia da menstruação e vai até o 12º dia do ciclo (estimativa de tempo);

2ª) Fase ovulatória: é a fase mais tensa para as tentantes pois é o momento em que sabemos que estamos fértil. Você tem muita expectativa de dar tudo certo e conseguir seu positivo. Essa fase dura cerca de 8 dias sendo o ápice no 14º dia do ciclo (dia da ovulação);

3ª Fase lútea: é a fase pós-ovulatória. Dura cerca de 10 dias. Durante essa fase o zigoto (embrião) formado nas trompas desce para o útero e se fixa no endométrio (se houver fecundação). Em boas condições, há a nidação e começa o desenvolvimento da gestação. Se não ocorrer fecundação, ao final dessa fase o endométrio se descama e temos um novo período menstrual. O ideal é que a fase lútea dure entre 11 e 16 dias.

E se meu ciclo não for de 28 dias?


Nem todas as mulheres possuem ciclo de 28 dias, assim é necessário recorrer a outros métodos para identificar a ovulação e, por consequência, as fases de seu ciclo menstrual. 

Uma alternativa são os testes de ovulação vendidos em farmácia. Com eles você saberá o dia provável de sua ovulação e verá qual tamanho será sua fase lútea.

Outro método é a medição da Temperatura basal (veja como funciona AQUI). Com ele você terá uma ideia de como seu ciclo funcionada como um todo, visualizando cada fase. É um ótimo método para quem está tentando engravidar ou para aquelas que querem apenas conhecer melhor seu ciclo.

Conhecer seu ciclo é muito importante para entender melhor como funciona seu organismo. Além disso, esse conhecimento pode ser um grande aliado na busca pelo tão sonhado positivo.

Um grande abraço a todas e até o próximo post!



sonhadamaternidade.blogspot.com.br




Teste de farmácia: estou preparada para um negativo?

Olá tentantes!

A busca pelo tão sonhado positivo é árdua. São cerca de 14-15 dias de tensão após o provável dia que você ovulou. Isso considerando que você tem um ciclo menstrual regular. Se a menstruação atrasa um dia já começa o dilema: devo fazer o exame de farmácia? E se der positivo? E se der negativo? Será que estou preparada para esse resultado?

Nunca estamos totalmente preparadas para o negativo. Afinal procuramos fazer tudo certinho durante o ciclo e não queremos frustrações. Mas essas acontecem. Bate aquele desespero.

Esteja sempre ciente que o negativo é um resultado mais comum do que positivo, toda mulher tem, em cada ciclo, 25% de chance de engravidar (que diminuiu com a idade, principalmente após os 40 anos). Assim, é mais fácil você não conseguir engravidar do que conseguir.

Você deve saber que, para minimizar tristezas, o melhor é não correr para fazer o exame assim que atrasar um dia. No post 4 perguntas a se fazer antes de realizar o teste de farmácia explico o melhor momento para se realizar esse teste.

Se você fez tudo direitinho durante o ciclo e na hora de fazer o teste lá vem aquela única linha para te apavorar. Nesse momento vale a pena pensar: será que fiz o teste no momento certo. Nesse caso espere mais cinco dias e repita. Se não, nada de ficar gastando dinheiro comprando mais testes. Sua menstruação provavelmente vai descer. Talvez você tenha tido uma ovulação tardia e, se estiver grávida, o teste pode demorar mais para detectar uma gravidez, ou você pode não ter treinado nos dias corretos por causa desse atraso da ovulação. 

Se o resultado continuar negativo após cinco dias passados do último teste que você realizou, mais uma vez aguarde sua menstruação. Se ela não descer, aí sim pode repetir o teste de farmácia após 15 dias ou procure um médico em caso de outro negativo, pois pode estar ocorrendo algum problema.

O importante é não ficar triste e partir para o próximo mês de tentativas. A frustração daquele momento vai passar e novas forças vão surgir para o novo ciclo que se inicia. E se prepare pois um dia você verá as duas listras de seu tão esperado positivo.

Abraços a todas.

testes

 
Topo