Sonhada Maternidade: 2017

Bico de silicone e seu uso na amamentação

Olá Mamãe e futuras mamães!

Quando o bebê nasce, muitas são as mudanças e os desafios que a nova mamãe vai passar. Algumas fáceis de lidar; outras um pouco mais complicadas. Mas nada que uma mulher não consiga enfrentar. Um desses desafios é em relação à amamentação e a preparação dos seios. Amamentar nos primeiros dias pode não ser aquela tarefa "linda" pintada na televisão, revista e internet.

Desde de antes do nascimento do bebê, ainda na gestação, é aconselhável que a preparação dos seios se inicie. Uso de cremes hidratantes especiais para a área das auréolas (veja o post POMADAS HIDRATANTES E OS MAMILOS DAS LACTANTES: COMO FICAM AS RACHADURAS?) e a utilização de bucha natural são algumas das opções para a preparação para a amamentação. Mesmo assim, não há certeza de que os seios não irão rachar.

Nesses casos, muitas mulheres são aconselhadas, até mesmo na maternidade ou pelos seus médicos, a utilizarem bicos de silicone nos seis para auxiliar nas dores iniciais da amamentação.


bico de silicone

Bicos de silicone e as rachaduras


Como a pele dos bicos dos seios são muitos sensíveis e eles não estão acostumados com a fricção que a boca do bebê faz e o contato da saliva do mesmo, os seios normalmente racham, em maior ou menos grau, dependendo da preparação anterior que eles tiveram. Além disso, a pega incorreta do bebê pode também levar a mulher a ter ferimentos. A situação de dor por conta das rachaduras levam muitas mulheres a desistirem da amamentação (e saiba que isso acontece).

Muitas mulheres utilizam o bico de silicone para continuar amamentando enquanto os seios cicatrizam. Mas deve ser uma solução a ser utilizada por pouco tempo pois o bebê pode se acostumar com o bico de silicone e rejeitar posteriormente o seio da mãe, podendo levar ao desmame precoce.


Bicos de silicone e mamilos planos ou invertidos



Há também os casos de mamilos planos ou invertidos que, em hipótese alguma, impedem a amamentação.

Para identificar se seu mamilo é plano ou invertido, é necessário você pressionar a auréola do seu seio com o polegar e o dedo indicador. Se o mamilo não modificar, ele é plano; se ele se virar para dentro como seu umbigo ele é invertido.

Nesses casos, a sucção do bebê auxilia na formação do bico, no caso dos mamilos planos, e na saída do mesmo, no caso dos mamilos invertidos.

Para ajudar nessa tarefa, alguns médicos indicam o bico de silicone para ajudar nessa formação do bico. Já ouvi casos de sucesso e de pessoas que não conseguiram a formação do bico do mamilo utilizando o bico de silicone.

Mas, mais uma vez ,ressalto que o bebê pode acostumar com o silicone e não aceitar a textura do mamilo da mãe e isso acarretar no desmame precoce.


Então...


O uso do bico de silicone na amamentação pode ser de grande auxílio para a mulher, tanto no caso de rachaduras, como para formação de bico (no caso de mamilos planos ou invertidos). Mas o uso depende da adaptação da mulher e do bebê ao acessório.

Não se esqueça que o contato de pele com a criança é muito importante e quanto menos usar o bico de silicone, melhor será para vocês dois.

O mais importante é amamentar seu filho.

E então? Você tem experiência com o bico de silicone na amamentação? Compartilhe sua experiência! Deixe seu comentário!

Abraços e até o próximo post.
 

Por que a unha-de-gato ajudaria a engravidar?

Olá tentantes!

Mais um post tratando de ervas que auxiliam as mulheres a engravidar. Essa semana vou tratar da unha-de-gato, uma planta que juntamente com o uxi amarelo, dão uma força às tentantes.


O que é a unha-de-gato?


A unha-de-gato, cujo nome científico é Uncaria tomentosa, é uma erva encontrada na floresta Amazônica e em outros países da América do Sul. Entre suas principais propriedades terapêuticas pode-se citar o fato de ser anti-inflamatória, diurética e antioxidante. Além disso, melhora o sistema imunológico e pode ser utilizada como antiviral.

Cabe ressaltar que, assim como o uxi-amarelo, a unha-de-gato é um anti-inflamatório que auxilia na redução de cistos e miomas. Em muitos casos, não só diminuindo como eliminando (segundo relatos encontrados na internet, sem base científica específica).


erva unha-de-gato



Unha-de-gato e as tentativa para engravidar


Essa erva não é estimulante de ovulação, como o inhame, mas auxilia a engravidar no caso de mulheres que estão com dificuldades de ter um filho por causa de cistos e miomas. Além disso, para quem não tem esses problemas, a unha-de-gato auxilia na limpeza do organismo.

Como a unha-de-gato e o uxi amarelo são poderosos anti-inflamatórios, a união dessas duas ervas no tratamento de miomas e cistos tem se mostrado muito eficaz para as tentantes. Mas uma vez ressalto que muitos dos casos de sucessos são relatados por pessoas que utilizaram e que estão disponíveis para pesquisa na internet.


chá de unha de gatoNão se esqueça que os chá dessas ervas não devem ser consumidos após a ovulação, pois podem causar aborto caso a mulher consiga engravidar. Além disso, é aconselhável que no mês que esteja fazendo tratamento com a unha-de-gato e o uxi, não se tente engravidar, mas isso é apenas uma recomendação.

A receita para o chá de unha-de-gato e como consumi-lo você encontrará no post do blog UXI AMARELO E UNHA-DE-GATO.



Você também encontrará mais informações sobre o companheiro inseparável da unha-de-gato, o uxi amarelo, no post POR QUE O UXI AMARELO AJUDARIA A ENGRAVIDAR?



E então? Você está utilizando algumas dessas ervas em suas tentativas de ter um bebezinho? É por causa de miomas/cistos ou apenas para limpeza do organismo?

Dê sua opinião ou sugestão. Compartilhe sua experiência com outras tentantes.

Abraços e até o próximo post.

Brinquedo educativo de madeira: Pinos e sequência de cores

Olá a todos!

No Natal, sabendo que meu filho adora quebra-cabeças, a vovó deu para ele um brinquedo muito interessante: um jogo de madeira de pinos para seleção de sequência de cores.

Não sei bem o nome desse brinquedo (quem souber deixe nos comentários), em minhas pesquisas, somente vi com o nome sequência de cores.

Trata-se de um brinquedo de madeira com 9 pinos, divididos em grupos de 3, em que a cada três, temos uma cor diferente. Ele possui placas com sequências de cores. O objetivo é colocar os pinos nas cores indicadas na placa escolhida.


pinos de madeira



Esse brinquedo é ótimo para o desenvolvimento do raciocínio lógico, uma vez que, ao tentar colocar os pinos na sequência correta, a criança movimenta as peças, errando e acertando, levando a criança a pensar.

Além disso, é um brinquedo muito bom para a diversão entre pais e filho, podendo haver revezamento entre quem joga e quem escolhe a placa de cores. Aqui em casa, tem momentos em que meu filho troca as placa e o pai joga e, logo em seguida, o inverso. E ele adora.

A indicação desse brinquedo é para crianças a partir de 3 anos.

Onde encontrar


A vovó comprou esse brinquedo de um vendedor autônomo que vende brinquedos de madeira em uma feira livre de Belo Horizonte. Mas pesquisei na internet e encontrei um parecido no site no Extra um bem próximo ao que tenho em casa, mas ao invés de placas com as cores, há um livrinho com as sequências. Veja abaixo:

selação de pinos
 Fonte imagem: http://www.extra.com.br/brinquedos/BrinquedosEducativos/


Finalizando...


Essa é a última sexta-feira do mês e o último post dessa série de BRINQUEDOS, mas não será o último post do blog a tratar desse assunto.

Sempre trarei novidades que estimulem a inteligência e ajudem no desenvolvimento da criança.

Se você perdeu os dois últimos post sobre brinquedos, dê um olhada em

BLOCOS DE CONSTRUÇÃO: PEQUENO ENGENHEIRO

QUEBRA-CABEÇA: BRINQUEDO INTELIGENTE

Então, vamos brincar!

Ótimo final de semana e até o próximo post.

Abraços.

Febre e pintinhas vermelhas: Roséola infantil

Olá a todas!

Há, mais ou menos, 15 dias atrás minha pequena me surpreendeu com febre durante dois dias sem estar resfriada. Depois desses dois dias a pele dela encheu de pintinhas vermelhas, como se fosse uma alergia. Levei ao pediatra e o diagnóstico: Roséola infantil!


O que é roséola infantil?


Conhecida também como exantema súbito, a roséola infantil é uma virose que é muito comum na infância, principalmente no primeiro ano de vida, pode acontecer até 1 ano e meio de idade.

Na maioria dos casos é causada pelo vírus  herpesvírus humano 6 (HHV-6), que pertence à família do herpes. 

Por ser causada por vírus, sua transmissão se dá por contato com uma pessoa já infectada, através de espirro, tosse, troca de secreções.

Não é uma doença grave. Quando sintomática, inicia-se com febre alta, por dois ou três dias, seguidas de manchas vermelhas pela pele (exantema). Do mesmo jeito que ela se inicia, ela acaba, de repente. A roséola infantil se cura sozinha, sem a necessidade de medicação, em até uma semana.


manchas pelo corpo
 Fonte imagem: http://manualdonene.com.br/


Como crianças, principalmente as que vão para berçário, levam muitos objetos à boca e outras crianças do mesmo ambiente podem também colocar esses mesmos objetos, esse ambiente torna-se propício para propagação da doença.

Mas na maioria dos casos não é possível identificar quem passou a doença para seu bebê, pois há crianças que tem a roséola e ela pode ser assintomática.

Sintomas da roséola infantil

Os principais sintomas são:

1) Febre alta, em torno de 40º, por dois ou três dias;

2) Após esse período de febre, surgem manchinhas vermelhas pela pela (como uma alergia). Essas manchas começam no tronco da criança espalhando-se para os membros e cabeça.

Alguns outros sintomas podem estar relacionados à febre alta, mais do que a roséola propriamente dita, como a falta de apetite e irritação.

Como saber se seu filho está com roséoa infantil?


Somente o pediatra pode dar o diagnóstico. Normalmente, quando se leva ao pediatra, a doença já está na fase das manchinhas e não há tratamento com medicamentos.

imagem pixabayO médico confirmará se é mesmo a roséola e indicará repouso, muita hidratação, e analgésicos no caso de ainda o bebê estiver na fase de febre.

Não se esqueça nunca de procurar um pediatra para o diagnóstico e confirmação de qualquer doença.






Seu bebê já teve roséola infantil? Como foi sua experiência? Divida aqui com outras mães! Deixe seu comentário!

Abraços a todas!

Por que o uxi amarelo ajudaria a engravidar?

Olá amiga tentante!

Aposto que você têm lido muita coisa por aí sobre métodos naturais que ajudam a engravidar. Entre ervas e chás, hoje quero tratar especificamente do Uxi Amarelo. Será que ele ajuda mesmo a engravidar?


O que é o Uxi Amarelo?


O uxi amarelo é uma árvore encontrada na amazônia, e como muitas outras plantas da região, possui grandes benefícios medicinais. Seu nome científico é Endopleura uchi, e popularmente também é conhecido como axuá,  pururu, uxi, uxi-liso ou uxi-puco.

É uma planta que possui muitas propriedades medicinais, como ser diurética, antioxidante, depurativa, diurética, entre outras. Mas uma de suas características principais ser um ótimo anti-inflamatório. Isso mesmo, anti-inflamatório. Seu chá, assim, é ótimo para complemento de tratamento de artrite, bursite, infecção urinária, inflamações útero, miomas e outras.

Como você pode perceber, entre as propriedades do uxi não há nada relacionado à ovulação ou ao aumento da fertilidade.


uxi amarelo cascas
Fonte imagem: http://www.mercadaodaservas.com.br/


Então, por que se diz que o uxi amarelo ajuda a engravidar?


O uxi amarelo não é uma planta milagrosa que se deve tomar (normalmente com outra erva, a unha de gato) e naquele ciclo em que você utiliza, você consegue engravidar. Na realidade, recomenda-se que durante o ciclo em que você esteja utilizando a erva, você não tente engravidar, uma vez sua utilização é contra-indicada por mulheres grávidas e lactantes. E for tentar engravidar no ciclo, deve-se utilizá-la somente até a ovulação.

O que acontece é que o uxi amarelo é um anti-inflamatório e ajuda no tratamento de miomas e inflamações uterinas. Então, se a dificuldade em engravidar estiver relacionada a um desses problemas, a utilização do uxi ajudará a desinflamar útero, diminuir miomas e cistos.

Então, se você não tem problemas relacionadas à inflamações em geral no útero, utilizar o uxi amarelo terá pouca utilidade em suas tentativas de engravidar.

Se você possui algum desses processos inflamatórios, o uxi amarelo deve ser utilizado juntamento com outra erva, a unha de gato, mas não misturado e sim em chá que devem ser ingeridos em momentos diferentes do dia, um pela manhã e o outro pela tarde. Para saber mais sobre os chás e como prepará-los, vá ao post UXI AMARELO E UNHA DE GATO. Lá você encontrará mais informações sobre o chá e como utilizá-lo.



chá


Mas se seu problema não for inflamações uterinas, uma alternativa que aumenta a fertilidade é o consumo de inhame, in natura ou em forma de chá (com a casca) ou o elixir. No blog há posts que tratam especificamente desse método natural que estimula a ovulação. Veja mais nos links abaixo:


INHAME E FERTILIDADE: INDUTOR NATURAL DE OVULAÇÃO

ENGRAVIDEI TOMANDO ELIXIR DE INHAME


Gostou do post? Já testou ou pensa em testar o uxi amarelo? Deixe seu comentário e compartilhe experiência para que outras tentantes possam conhecer.

Abraços a todas!

Blocos de construção: pequeno engenheiro

E aí mamães e papais? Preparados para mais um fim de semana com muitos brinquedos e brincadeiras?

Hoje trago uma dica de um brinquedo que aposto que muitos de vocês já viram ou brincaram na infância: são os blocos de montar de construção pequeno engenheiro.



blocos de construção
Fonte da imagem: https://worldfabibooks.files.wordpress.com/


Lembro na minha infância de brincar muito com esse brinquedo e quando vimos na loja não pensamos duas vezes em comprar.

Os blocos de construção, em geral, estimulam a imaginação e criatividade, além de trabalhar a coordenação motora da criança. No caso desse específico, cada bloco traz desenhos específicos, de torres, portas, pontes, relógios, todos eles com aquela "roupagem" de tijolinho que dá um charme a mais no brinquedo e na brincadeira. Assim, a criança constrói cidades completas com esse brinquedo, deixando a imaginação fluir.

O que tenho aqui em casa é esse abaixo, da Xalingo Brinquedos. Esses bloquinhos são recomendados para crianças maiores de 3 anos, pois possuem peças pequenas que podem ser engolidas por crianças menores.

blocos de montar
Blocos de montar, de maneira geral, são ótimos para a interação pais e filhos, pois estimula a troca de conhecimentos e de afetividades, além disso, os pais, ao brincarem com seus filhos, os ajudam e ensinam.

Então, vale a pena trocar a televisão e/ou celular por uma atividade criativa que estimula o raciocínio e a inteligência?

Vamos brincar!

Abraços a todos!


Fica a dica: Veja mais brinquedos no marcador Vamos brincar! e Brinquedos.

O calendário nacional de vacinação mudou. Fique de olho!

Olá mamães (e futuras mamães)!

Nesse mês de março de 2017 entrou em vigor a nova configuração do Calendário Nacional de Vacinação. As mudanças visam ampliar o público alvo de algumas vacinas e fazer uma cobertura maior de imunização de de vacinas que antes eram aplicadas até uma certa idade.

Esse não é o primeiro ajuste que o Ministério da Saúde faz no calendário. Desde o nascimento do meu filho, em 2012, me lembro de pelo menos 4 ajustes. E sempre serão necessárias adequações, já que o perfil populacional está em constante mudança.

Quais foram as mudanças no calendário?


As alterações nas doses visa ampliar o público alvo das vacinas, abrangendo mais pessoas do que antes. Foram alteras as seguintes vacinas: tríplice viral, tetra viral, dTpa adulto, HPV, meningocócica C e hepatite A.

Dessa forma, veja como está o sistema de vacinação após essas mudanças:

1) Tríplice viral: proteje contra sarampo, caxumba e rubéola. Teve ampliação da segunda dose para até 29 anos de idade, passando a ser indicada para pessoas de 12 meses a 29 anos.

2) Tetra viral: proteje contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela. A diferença da tetra para a tríplice viral é a proteção contra varicela (que inclui a catapora). Ela foi incluída em 2012 na rede pública com a indicação de aplicação entre 15 meses e 2 anos. Agora, com a ampliação, o público alvo foi estendido para crianças com até 4 anos de idade.



vacinação


3) HPV: Agora será aplicada também em meninos, seguindo a mesma faixa etária das meninas, dos 9 aos 13 anos de idade. Além disso, homens com HIV e Aids entre 9 e 26 anos e imunodeprimidos, como transplantados e pacientes oncológicos, também terão direito a serem vacinados.

4)  Meningocócica C: Passa a ser aplicada em adolescentes de 12 e 13 anos, e até 2020 haverá ampliação dessa faixa etária que cobrirá crianças e adolescentes entre 9 e 13 anos.

5) Hepatite A: deixa de ser apenas aplicada em crianças até dois anos e é ampliada para crianças até 5 anos de idade.

6) dTpa adulto: Essa vacina protege contra tétano, difteria e coqueluche. Ela passa a ser recomendada para mulheres grávidas a partir da 20ª semana de gestação (a menos que a mulher tenha tomado uma dose em menos de 5 anos). Essa vacina é importante pois transfere anticorpos para o bebê contra a coqueluche. Se a mulher perdeu o prazo durante a gravidez, o ideal é que tome a vacina até 40 dias após o parto para que, durante a amamentação, esses anticorpos sejam transferidos.

Essas são as mudanças no calendário nacional de vacina. Qualquer dúvida, entre no site do Ministério da Saúde e veja mais informações.

Quer compartilhar alguma experiência, deixe seu comentário.

Abraços a todas!


Menino ou menina? Quem define o sexo é o Pai!

Olá amoras!

Muitas de vocês, leitoras do blog, estão tentando engravidar pela primeira vez. Outras já estão na segunda, terceira ou mais tentativas. Algumas já desejam ter um menino, outras querem uma menina. Para muitas o sexo da criança não importa, o que importa é ter o filho nos braços. Mas você sabia que quem define o sexo da criança é o homem?

Sim, são os homens! E isso não é nenhuma ideia machista daquelas que se espalham por aí. É apenas genética!



cromossomos

As células do corpo humano são formadas por 23 pares de cromossomos (mais ou menos do que isso podem gerar síndromes como o Down), totalizando 46. 23 desses cromossomos são provenientes do homem e 23 da mulher. E onde se encontram esses cromossomos? Nos óvulos e os espermatozoides.

Os óvulos apresentam, em sua constituição, o cromossomo X e os espermatozoides apresentam X e Y. O X é responsável pela determinação do sexo feminino e  o Y pelo sexo masculino.

Agora a grande pergunta: Se a mulher só possui o X e o homem possui X e Y, quem determina o sexo do bebê? O homem!

Quando o gameta masculino (espermatozoide) X se une ao óvulo (que só é X) tem-se um bebê do sexo feminino. Mas se o espermatozoide Y se une ao gameta feminino X, pela diferenciação, tem-se um bebê do sexo masculino. Fácil a conta, não?

união dos 23 pares de cromossomos


Em um primeiro momento, de modo geral, o homem possui o mesmo número de gametas com cromossomos X e Y, isto é, 50% de cada. Mas isso não é regra. Dependendo de certos fatores (tanto internos como externos) pode ser que seja produzido mais de um do que de outro. Mas isso não é regra.
Independente do sexo, o importante é que ter seu filho nos braços e sentir a maior sensação do mundo que é a maternidade.

 
Tem alguma dúvida e alguma experiência para compartilhar? Deixe seu comentário! É muito bom compartilharmos experiências.

Abraços.

Quebra-cabeça: brinquedo inteligente

Olá a todas!

Sabe aquele brinquedo que não tem idade e que mesmo com o passar dos anos continua atemporal? Pois é, esse brinquedo é o quebra-cabeça.

Segundo o site Canal do Ensino, acredita-se que esse brinquedo tenha surgido pelas mãos de um cartógrafo do século XVII (aproximadamente 1760) chamado John Spilsbury,  que colou mapas em pedaços de madeira e depois cortou em diferentes partes com a intenção de ajudar crianças a aprender geografia. A ideia foi tão boa que até hoje essas peças são utilizadas na aprendizagem infantil, é claro que em diversas áreas e não são na geografia. 

O quebra-cabeça é um brinquedo que ajuda a desenvolver o raciocínio lógico, a capacidade de concentração e memorização. Alguns estudiosos afirmam que esse simples brinquedo é capaz de auxiliar nos processos de amadurecimento e resoluções de questões de cunho psicológico.

É um brinquedo que estimula, também, maior interação entre pais e filhos, no momento em que os pais sentam com seus filhos ora para ensiná-los, ora para montar junto. Pode ter certeza que você terá ótimos momentos brincando com seu filho.

imagem de quebra-cabeça do pixabay



Fique de olho na faixa etária!


O quebra-cabeça é indicado para crianças acima de 2 anos, pois nesse momento da vida a criança já tem maior coordenação, interesse e curiosidade, além de compreender melhor como funciona esse brinquedo.

É claro que você não dará a seu filho de 2 anos um quebra-cabeça de 50 peças. Há no mercado uma infinidade de modelo que estão de acordo com cada faixa etária.

Para os menores, há os livro de história em que cada página há um pequeno quebra-cabeça que possui entre 4 ou 6 peças. Aqui em casa começamos com um desse, com a história dos Três Porquinhos.


quebra-cabeças


A medida que meu garoto foi crescendo, o número de peças foi aumentando, e a dificuldade também. Com 4 anos, meu garoto já se arrisca com quebra-cabeças de 36, 40 peças! E ele adora.


quebra-cabeça

quebra-cabeça


As caixas e/ou livros de quebra-cabeça possuem a faixa etária apropriada de acordo com o número de peças que ele possuem.

E aí? Que tal aproveitar o fim de semana para brincar com seu filho com um brinquedo que, além de divertido, estimula a inteligência?

Se você tem alguma experiência legal com quebra-cabeças, conte para a gente nos comentários. Há muitas pessoas que adorarão saber.

Abraços!

A importância do brincar na primeira infância

Olá!

Hoje em dia, cada vez mais as crianças têm deixado de brincar para utilizar computados e/ou celulares, para ver vídeos, jogar ou participar de redes sociais (os maiorzinhos). Não que as crianças não devam ter acesso às tecnologias, afinal elas estão cada vez mais presentes em nossas vidas, mas tudo tem que ser com moderação, principalmente na chamada primeira infância (6 primeiros anos de vida). 

Nessa fase que a criança passa por intensos processos de desenvolvimento, tanto físico quanto mental, de sociabilidade e de aquisição de linguagem. Assim, nessa fase a criança deve ser sempre estimulada para que se desenvolva e atinja o máximo de sua capacidade cognitiva.

São nos momentos em que estão brincando é que as crianças desenvolvem a capacidade de atenção, memória, imitação e imaginação.

Dessa forma, deixar a criança correr, pular, colocar os pés no chão, interagir com outras crianças é importante para seu desenvolvimento. Já vi pais saindo para a praça com bebês e colocando um tablet no carrinho da criança com vídeos da Galinha Pintadinha para ela assistir enquanto passeiam. Onde fica a interação com a natura e com os pais nessa situação?


brinquedos ao ar livre


São em passeios como esses que as crianças podem interagir com os pais que, muitas vezes trabalham e quase não têm tempo durante a semana; contato também com os crianças que possam estar no local, aprendendo a socializar.

Brinquedos, brincadeira, passeios em parques e praças. Crianças têm que correr, brincar ao ar livre, ter brinquedos que ajudem a desenvolver a inteligência e a capacidade de interagir com as pessoas.

Um blog muito legal chamado Na pracinha trata exatamente desse tempo e espaço da criança para que ela brinque. Não só brincar por brincar, mas o regaste pelo brincar ao ar livre, com interação com os pais e os ambientes públicos da cidade (praças, parques, entre outros). Além disso, o blog traz uma agenda de atividades e eventos para para e filhos se divertirem juntos. A agendo do blog é para eventos em Belo Horizonte (cidade das autoras Flávia Pellegrini e Miriam Barreto), mas você de outras cidades do país pode procurar os eventos de sua localidade.


imagem do Pixabay



Pensando nesse momento da vida da criança, em que ela está em pleno desenvolvimento cognitivo, esse mês trarei sugestões de brinquedos e brincadeiras que estimulem seu desenvolvimento e estreite os laços entre pais e filhos. Para encontrar as dicas, vá lá no marcador Vamos brincar!

Dê uma passada lá todas as sextas-feiras desse mês para ver as novidades e ter ideias de como divertir com seu filho.

Quer dar alguma sugestão, deixe-a nos comentários. Adorarei conhecer novas atividades que estimulem a relação pais e filhos e o cognitivo infantil.

Abraços a todas!

E até o próximo post!


Ducha vaginal: deve-se fazer ou não?

Olá tentantes!

Participo de alguns grupos de tentantes e nas interações leio muito sobre dicas que auxiliam a engravidar. Uma delas que está sendo muito falada é a ducha vaginal com bicarbonato de sódio.

Li relatos de mulheres que conseguiram o seu positivo no mês em que fez a ducha e por isso recomendam a fazer.


Mas o que é uma ducha vaginal?


A ducha vaginal é uma lavagem que se faz internamente do canal vaginal. Para a realização dessa tarefa, pode-se utilizar uma ducha ginecológica que é um bulbo de borracha no qual é acoplado um bico para a introdução na vaginal. Essa ducha pode ser comprada em farmácias.

Para se realizar essa tarefa, muitas mulheres mulheres também utilizam uma seringa, nova e esterilizada, também adquirida em farmácias.

Muitas mulheres utilizam a ducha para limpar o canal vaginal de vestígios de menstruação que terminou ou para limpar o sêmen após uma relação sexual.

Fazer essa limpeza é muito simples. Coloca-se o líquido (água) no bulbo ou na seringa e o introduz na vagina em um jato.


bulbo ducha vaginal

Fonte imagem: https://www.trocandofraldas.com.br/produto/ducha-ginecologica-mercur/

 

E a ducha com bicarbonato ajuda mesmo a engravidar?


No post SHAMPOO JOHNSON'S BABY AJUDA A ENGRAVIDAR? expliquei um pouco sobre como o Ph vaginal reflete nas tentativas, pois o Ph desregulado pode prejudicar a locomoção dos espermatozoides na vagina, podendo até mesmo matá-los.

O Ph está relacionado ao nível de acidez de um líquido ou ambiente. O Ph vagina é naturalmente ácido. Quando o esperma entra em contato com o ambiente vaginal, esse ambiente torna-se mais alcalino. Essa união deixa o ambiente favorável para a sobrevivênvia do espermatozoide na vagina.

Se a mulher possui um ambiente vaginal mais ácido que o normal, o bicarbonato, por ser um elemento básico, quando utilizado na ducha controlaria esse ambiente tornando-o propício para a sobrevivência do espermatozoide.

Então, para quem está tendo dificuldades para engravidar pelo fato de o Ph vaginal estar desregulado, essa ducha pode auxiliar a engravidar.


bicarbonato para ducha
 


O que os médicos dizem sobre a ducha vaginal?

Os médicos desaconselham o uso dessa prática. Segundo José Maria Soares Júnior, professor do departamento de Ginecologia da Unifesp, "A ducha danifica a mucosa e destrói a flora vaginal, que é responsável por proteger a região contra infecções". (Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI5969-10510,00.html).



Então, você deve fazer ou não?


Não é preciso, necessariamente, introduzir produtos dentro do canal vaginal para controlar o Ph. Lavagens externas da vagina com solução com água e bicarbonato já auxiliariam nesse controle.

Além disso, fazer lavagens na genital com xampu Johnson's baby (regula Ph) tem se mostrado eficiente (de acordo com relatos de grupos de tentantes no Facebook) no controle do Ph. Veja mais no post SHAMPOO JOHNSON'S BABY AJUDA A ENGRAVIDAR?.

E então, vamos cuidar da saúde?

Se você tiver alguma sugestão, dúvida ou depoimento, deixe seu comentário!

Adoro a participação de vocês!

Um grande abraço.

Ciclo menstrual personalizado

Olá 

Muito se escuta sobre o ciclo menstrual. E normalmente ouve-se que o padrão do ciclo é ter tamanho de 28 dias e que a ovulação ocorre por volta do 14º dia do ciclo, ou seja, no meio dele.

Com essas informações, mulheres que possuem ciclos maiores ou menores do que esse"padrão" podem cair no erro de pensar que são desreguladas. Ou pior, por acreditar que a ovulação ocorre no meio do ciclo, se você tem um ciclo de 30 dias, passa a considerar que a ovulação ocorre no 15º dia, o que não é bem assim.

Nada no corpo humano é matemática, exato. Cada organismo trabalha de maneira diferenciada e o que ocorre com um mulher, não necessariamente ocorrerá com você.

Os ciclos menstruais não são padronizados e sim personalizados. Cada mulher tem o seu.

imagem pinterest

Fonte da imagem: https://br.pinterest.com

E como descobrir o tamanho do seu ciclo?


Se você utiliza anticoncepcional hormonal (injetável, orais, entre outros), ou você não menstrua, ou seu ciclo fica regulado, próximo a um padrão de 28 dias (podendo variar).


imagem do pixabay


Se você não usa anticoncepcionais hormonais, você pode conhecer seu organismo o suficiente e sabe qual é a média padrão do tamanho de seu ciclo.

No caso de que deixou de utilizar anticoncepcionais hormonais, somente após, pelo menos, três meses que você começará a ter uma noção do funcionamento de seu corpo e, consequentemente, de como é seu ciclo.

Os aplicativos femininos de smartphones, hoje em dia, ajudam bastante nessa tarefa. A partir de 3 meses de lançamento de dados nos mesmos, eles dão previsão do tamanho de seu ciclo e de quando poderá ocorrer sua ovulação. Destaco que os aplicativos femininos são programas e são sujeitos a erros já que o corpo feminino não é uma máquina. Se você quiser saber mais sobre os aplicativos femininos entre no post OS APLICATIVOS FEMININOS PARA CICLO MENSTRUAL.

Para tentantes mais disciplinadas, medir a temperatura basal (ver mais em TEMPERATURA BASAL) durante, pelo menos, três meses, ajuda não só a conhecer bem seu ciclo, o tamanho do mesmo, como a identificar a ovulação e a duração da fase lútea.


temperatura basal



E depois de conhecer o meu ciclo, o que faço?


Agora que você já sabe como conhecer melhor o seu corpo, não resta mais nada do que partir para as tentativas, não acha? Afinal essa essa é a parte mais fácil.

Se você quiser saber mais sobre o assunto, talvez você queira ler




Boas tentativas e até o próximo post!




Carta do bebê do Ibirapuera

"Como será o mundo lá fora" - Eu pensava.

Pensava também em tudo que me esperava: seus abraços, seu sorriso, sua voz! Ah, sua voz... como seria escutar aquele som e finalmente ver o rosto da pessoa que falava de maneira tão doce para mim. E todas as outras vozes que surgiam ao seu redor e que eu, com dificuldade, escutava. Seriam pessoas ligada a você? Que a faziam feliz? Que queriam me ver?

Viver deveria ser algo demais. 

Eu cresci dentro de você e fui criando expectativas de como seria viver. Difícil... fácil... emocionante... Tudo um pouco... Ou nada disso. Qual seriam as surpresas que me aguardavam? Não importava o quão diferente seria esse novo ambiente que eu não conhecia, pois sabia que você estaria ao meu lado. Você me daria todo o conforto e segurança necessários para eu encarar o mundo de frente. Afinal, as mães estão ao nosso lado para nos dar todo suporte necessário para vivermos.


Parque do Ibirapuera


Mas algo inesperado aconteceu. Não sei ao certo se, ao nascer, não consegui sobreviver, ou algo que não sei explicar me trouxe para esse lugar de onde vejo tudo.

Não pude sentir seu abraço, seu calor, seu aconchego. Só frio, muito frio. Um frio que tirava as forças. Por isso, não vi muita coisa. Também sei que nada senti. Nada!

Quando dei por mim, já estava aqui. Minhas expectativa em relação à vida, ao mundo, a você, mamãe, foram totalmente quebradas. Não sei bem por que eu vim parar aqui, mas espero que um dia nos encontremos, afinal ainda quero conhecer a dona daquela voz que tanto minha acalmava enquanto eu estava em seu ventre.

Um pequeno detalhe pode ter nos separado, mas, mesmo tão pequeno, acredito que nada é por acaso. Talvez a vida nos una novamente e juntas vamos cumprir nosso destino.

Um beijo de sua filha!


Escrito por Neffer Pinheiro, blog Sonhada Maternidade

Feliz aniversário, minha Flor!

Passou rápido!

Parece que foi ontem. Aquela expectativa para o nascimento, aquela angústia e a preocupação de "será que vai dar tudo certo", passaram. Você está aqui, alegrando há um ano nossa vida.

Eu Estava preparada para tudo: noites mal dormidas, dificuldades iniciais com a amamentação, as cólicas, as dores da vacinas, os resfriados. Afinal, eu não era mãe de primeira viagem. Passei por tudo isso com força, mas de maneira mais tranquila do que da primeira vez.

Você, minha flor, quebrou todas as minhas expectativas: dormiu melhor, quase não sofreu com cólicas, tirou os resfriados de letra. É uma menina muito forte!




Forte, sim, e espertinha! Engatinha com desenvoltura, abre todos os armários e joga tudo para fora, adora comer e já briga com o irmão pelos brinquedos. Ainda não anda, mas quando andar... Vou correr o dobro para te segurar.

Seu sorriso me ilumina. Seu olhar me encanta. Sua personalidade já se mostra forte e, com certeza, será uma mulher decidida.

E como você é sensível à música. Dança se apoiando no sofá, no colo do papai ou da mamãe. Adora a bateria do irmão, mas não precisa dela para fazer um batuque: basta pegar seu pratinho de comida e sua colher que você tem tamborim. E quando toco o violão, para para olhar e sorri.

Ser mãe é assim, dar valor a cada pequeno momento de sua vida e torná-los eternos, grandiosos, lembrados pelo resto da vida.

Nossa vida juntas só está começando. Ainda teremos muitas aventuras pela frente. Muitas música para dançar e tocar. Mutis abraços e beijos a trocar!

Que venha seu segundo ano de vida, com muita paz, amor, saúde e felicidade!

Um grande abraço de sua Mamãe, Papai e Irmão! 

PARABÉNS!  Nós te amamos!!!

sonhadamaternidade.com.br

Teste de fertilidade masculina da Confirme

Olá amigas!

Cada dia mais os avanços da modernidade dão uma mãozinha para quem está tentando engravidar. Há diversos testes e medicamentos para aqueles que realmente precisam (como o caso dos medicamentos, com indicação) ou apenas querem uma forcinha a mais utilizando testes de ovulação de farmácia. Agora, para dar um "up" a essa força tarefa, há no mercado o teste de fertilidade masculina.

Quando o casal já está há mais de um ano, um ano meio tentando uma gravidez, é comum que se inicie um processo de investigação de fertilidade. Problemas de fertilidade podem estar relacionadas tanto à mulher quanto ao homem. Segundo especialista, as chances de o casal não ter engravidado por causa do homem é de 40%, a mesma porcentagem da mulher (isso mesmo!). Os outros 20% é quando os dois possuem algum problema.
Para muitos homens, é difícil aceitar a fazer o espermograma para tentar identificar algum problema. Alguns têm vergonha, ou ficam "sem jeito" de fazer o espermograma. Outros, com um machismo infundado, se negam a realizar o exame acreditando que ele não tem problema nenhum e que o fato de a mulher não engravidar é culpa dela.

Agora existe uma solução caseira

Isso mesmo! Na mesma linha dos testes de ovulação femininos, foram desenvolvidos testes de farmácia para testar a fertilidade masculina. No exterior, há diversas marcas (como SpermCheck e Testpoint), mas no Brasil o único teste autorizado pela Anvisa é o Confirme (o mesmo de diversos testes femininos, com de ovulação e de gravidez).
O teste identifica a quantidade de espermatozoide contido na ejaculação por mililitro. Acima de 15 milhões por mililitro, o teste será positivo.

A média de preço do teste é de R$ 65,00.
www.sonhadamaternidade.com.br
 Fonte imagem: confirme.com.br

 Como se utiliza o teste de fertilidade masculina?


O sêmen deverá ser coletado pela masturbação (em recipiente disponibilizado pelo teste) e armazenado no frasco do diluente do esperma (este contém uma tampa). De preferência, aconselha-se a ter uma abstinência sexual de três dias antes da coleta.

Antes de testar o sêmen, deve-se homogeneizar a amostra invertendo o frasco de 5 a 10 vezes. Após agitar o material, você deposita o sêmen no ambiente de teste com o auxílio de um conta-gotas (integrado ao fraco).

O prazo para a leitura do resultado é de cerca de 15 minutos. 

Quando aparecer duas linhas, o resultado é positivo, isto é, o homem apresenta mais de 15 milhões de espermatozoides por mililitro de esperma. Se o resultado for negativo, é necessário procurar ajuda médica para saber mais sobre o que pode estar acontecendo.

O teste deu positivo! Posso ficar despreocupada?


O teste de fertilidade masculina só identifica a quantidade dos espermatozoides, mas não a qualidade dos mesmos. O homem pode estar produzindo uma grande quantidade gametas com pouca mobilidade, sem cauda ou, até mesmo, imóveis.

Para uma análise mais completa, é necessário realizar um espermograma tradicional, que irá analisar a morfologia dos espermatozoides.

Mesmo assim, o teste é muito útil, pois com ele você consegue saber se o homem produz número adequado de gametas.



E aí, se interessou? Quer testar? Converse com seu parceiro e decidam o melhor caminho a seguir.

Abraços a todas e até o próximo post.


Leia também:



Sexagem fetal: para gestantes mais que curiosas

Olá futuras mamães curiosas!

Logo que você tem seu positivo em mãos, você já começa a fazer um monte de planos: como será quartinho do bebê, quais roupinhas vai usar, como será o chá de bebê (ou de fraldas)... Ufa! É muita coisa para organizar. Afinal você está realizando um sonho e quer que tudo seja perfeito. Mas, de repente você pensa: "Como adiantar tudo se não sei o sexo do bebê?"

Ou você é só MUITO curiosa e não aguenta esperar até, mais ou menos, 17 semanas para fazer um ultrassom e conhecer o sexo do seu tão sonhado filho (isso se não tiver que esperar até a 20ª semana).

Para esse caso, de mamães curiosas, existe um exame de sangue capaz de identificar, a partir de 8 semanas, o sexo de seu bebê. O nome desse exame é SEXAGEM FETAL.


Como o exame de sexagem fetal funciona?


Desde a concepção, o sexo do bebê já é definido, apesar de não visível. Mas somente a partir da 8ª semana de gestação, com maior desenvolvimento, plasma do DNA do feto podem ser encontrados no sangue da mãe.

Mas como assim?

Os espermatozoides possuem cromossomos X (que geram bebê femininos) e Y (que geram bebê masculinos) e os óvulos apresentam apenas cromossomos X. Então, X do espermatozoide com X do óvulo gera uma menina; e Y do espermatozoide mais X do óvulo gera um menino. É isso mesmo que você leu: quem determina o sexo do bebê o o homem.

Para a realização do exame, retira-se uma pequena quantidade de sangue da mãe (quantidade próxima ao um exame de sangue de rotina) e analisa-se o DNA dessa amostra. A análise da amostra se baseia na identificação do cromossomo Y, já que nenhuma mulher possui esse cromossomo.

Se na amostra for detectada a presença do cromossomo Y, o bebê será um menino. Se não for detectada a presença desse cromossomo, o bebê será uma menina.

No caso de gêmeos univitelinos, a regra que vale é a anterior, já que esses gêmeos sempre são idênticos, apresentando mesmo DNA e sexo. No caso de gêmeos bivitelinos, se o resultado der positivo para Y, significa que pelo menos um dos gêmeos é menino (ou até mesmo os dois), e se não for encontrado o cromossomo Y, os dois bebê são meninas.


sexo do bebê por sexagem fetal



O resultado desse exame é confiável?


A não ser por erro do próprio laboratório, a partir da 8ª semana a chances de acerto do exame de sexagem fetal é de 99,9. Então, a chances de erro são mínimas.

Vale a pena?


Se você não estiver aguentando de curiosidade e tiver um dinheiro sobrando (pois é um exame um pouco caro e planos não cobrem) arrisque.

Mas se você acha desnecessário gastar um dinheiro que poderia ser gasto com outra coisa para o bebê, espere, afinal não demora tanto assim a 17ª semana.

Se você quiser, pode tentar adivinhar se você terá menino ou menina observando seus exames de ultrassom. Há o Método de Ramzi, que prediz o sexo pela posição do feto no útero (considerando apenas o primeiro ultrassom, aquele que se realiza por volta da 6ª/7ª semana de gestação); e o método de análise do tubérculo genital fetal, que os alguns médicos utilizam, normalmente do exame de ultrassom de análise da Translucência Nucal, para tentar identificar o sexo.

Veja mais sobre esses métodos em:






E você? É curiosa ou não? Deixe seu comentário e nos diga.

Abraços a todas!

5 dicas para você identificar sua ovulação (a 4 é minha favorita)!

Olá tentantes!

Como está tudo?

Até começarmos a tentar engravidar, saber quando ocorre a ovulação é um pensamento quase inexistente em nossa cabeça, ainda mais quando utilizamos métodos contraceptivos hormonais ou dispositivos intrauterinos (DIU). Nesse casos, não se pensa em gravidez e sim como evitá-la. Então, para que pensar em ovulação?

Mas as coisas mudam quando você resolve engravidar. Então a informação mais importante que você quer saber é: quando estou ovulando?

Como é o corpo feminino?


A mulher apresenta sua primeira ovulação antes de sua primeira menstruação. Isso mesmo, primeiro você ovula e 15 dias depois vem sua primeira menstruação.

Toda mulher já nasce com todos os seus óvulos, isto é, o organismo feminino não "produz" óvulos (como o masculino produz espermatozoide), e cada a cada mês um óvulo amadurecido é liberado para uma possível fecundação e posterior gestação. Isso, é claro, em um ambiente ideal, em que não haja outros fatores (como SOP) que possa interferir nesse processo.

Então, quando se ouve que os óvulos envelhecem a medida que a mulher envelhece pode ter certeza que é verdade.

Mas identificar a ovulação não é uma tarefa fácil. Afinal é uma ação que acontece no interior do nosso organismo, que pode apresentar ou não sinais que possibilitem a identificar.

Não basta apenas você achar que a ovulação ocorre na metade de seu ciclo, ou que ela ocorre no 14º dia do ciclo. Esses cálculos servem apenas para mulher com tamanho de ciclo padrão (28 dias) e fase lútea padrão (14 dias), o que não é o caso da maioria das mulheres. (veja um pouco mais sobre a fase lútea em A IMPORTÂNCIA DA FASE LÚTEA PARA ENGRAVIDAR).


ovulação


Então, como saber quando ocorre minha ovulação?

Mesmo que seja um processo interno, temos sinais e maneiras de conseguir (ou pelo menos tentar) identificar a ovulação. Algumas dessas formas são imprecisas pois dependem de sinais que a mulher deve sentir e perceber. Outras são mais objetivas e te dão a certeza que você está ovulando.

Veja, então, quais são 5 maneiras de tentar identificar se você está ovulando. É claro que existem outras formas, mas vou destacar essas 5:


1) Dor nos ovários:


A cada mês um folículos amadurecem nos e um (ou mais) pode eclodir tornando-se um óvulo que sairá de um dos ovários (em casos raros pode sair um de cada ovário) ocorrendo, então a ovulação. Em algumas mulher, esse processo de saída do óvulo pode gerar uma pequena dor ou ficadas nos ovários. Como, normalmente, cada mês a ovulação ocorre em um ovário diferente, cada mês a mulher sente essa dor em um ovário diferente.

Esse método de se saber se você está ovulando é muito impreciso pois a mulher tem que conhecer bastante seu organismo para saber que aquela dorzinha é uma ovulação. Além disso, outras doenças, como endometriose ou tumores podem causar dores nos ovários.

dor no ovário para ovulação
Fonte da imagem: http://nedmed.info/

2) Ultrassom seriado

Normalmente o ultrassom seriado é solicitado quando o casal já está investigando possíveis causas de infertilidade e o médico decide tentar o coito programado. Você faz uma série (normalmente 3 exames) de exames de ultrassons endovaginais, com um intervalo de aproximadamente 2 dias entre eles. Nesse exame se vê o desenvolvimento do folículo e a eclosão do mesmo, ocorrendo a ovulação.

É um exame certeiro para se saber se está ovulando.


3) Testes de ovulação


Esses testes são vendidos em farmácia e se parecem com os testes de gravidez, pois são tiras que ao entrarem em contato com a urina ou saliva da mulher, indicam se ela está no período fértil. Quanto mais escura estiver a segunda linha, mais próximo da ovulação você estará.

É uma maneira prática de se identificar sua ovulação.

teste de ovulação


4) Medir a temperatura basal


Esse é o método que eu mais gosto, afinal eu consegui engravidar duas vezes utilizando esse método (Veja minha experiência em ENGRAVIDEI MEDINDO A TEMPERATURA BASAL). Você tem que medir sua temperatura basal (aquela ao acordar pela manhã, sem fazer nenhum movimento brusco) durante todo seu ciclo. Sua temperatura antes da ovulação permanece estável, tendo uma leve queda no dia da ovulação. Após a ovulação é sobe, ficando mais alta do que antes da ovulação. Se você engravidar, ela continua alta após o fim da FASE LÚTEA. Se você não engravidar, no fim da fase lútea a temperatura vai cair bruscamente e sua menstruação vai chegar.

É um método relativamente barato (só gasta com o termômetro) mas que precisa de muito determinação e disciplina da tentante, pois as medições devem ocorrer todos os dias no mesmo horário (mesmo nos finais de semana). Mesmo assim eu adoro e recomendo.

gráfico de temperatura basal

5) Método de billings


É um dos mais conhecidos pelas mulheres. É a famosa verificação do seu muco durante o ciclo menstrual. Após a menstruação, a mulher pode ficar mais seca ou com um um muco esbranquiçado, que não são impróprios para a locomoção do espermatozoide.

Esse muco vai se alterando durante o ciclo, e, nos dias altamente férteis, torna-se transparente, escorregadio e elástico, o famoso muco clara de ovo. Esse muco é propício para a locomoção e vida dos espermatozoide. Quando a mulher identificar esse muco, é o momento de treinar pois a ovulação está para acontecer.

Após o período fértil, o muco volta a ficar infértil, tornando-se branco ou leitoso.

Esse método também depende de a mulher conhecer bem seu organismo para pode identificar seus mucos.

fonte MD Saúde
Fonte imagem: MD Saúde
 

E para você?

Qual você pretende experimentar em sua busca pelo tão sonhado positivo? Você já utilizou algum e recomendaria? Deixa seu comentário e compartilhe sua experiência e opinião com outras tentantes leitoras do blog.

Um grande abraço a todas!


Talvez você se interesse em ler também:

ULTRASSOM SERIADO


VOCÊ QUER ENGRAVIDAR? CONHEÇA SEU CICLO MENSTRUAL!


TEMPERATURA BASAL

Pós-parto e diástase reto abdonominal: o que é isso?

Olá a todas!

O corpo da mulher sofre muitas alterações durante a gestação. São alterações físicas e hormonais que podem passar após o parto ou marcar nosso corpo, como é o caso das estrias. Descobri mais uma modificação em nosso corpo e trouxe para você conhecer também: a diástase reto abdominal.

O que é o músculo reto abdominal?


O reto abdominal é um músculo que fica na barriga de forma longitudinal e que é divido em duas partes. Esse músculo, quando trabalhado, vira a famosa barriga tanquinho.

Como ele é dividido em duas partes, durante a gestação, com o aumento do bebê, e consequentemente da barriga, esse músculo se distende para a acomodação do útero.


www.sonhadamaternidade.com.br
 Fonte da imagem: Pinterest


 O que é a diástase do reto abdominal?

A diástase trata-se do afastamento entre dois elementos anatômicos distintos, no caso específicos que estou relatando, os músculos presentes no abdômen.

Em outras palavras, durante a gestação esse músculo é distendido e pode acontecer dos mesmos se separarem. No caso de separação dos músculos temos a diástase. Mesmo passado o período de recuperação no pós-parto, os músculos podem não voltar totalmente ao lugar, deixando uma fenda entre eles que vai dos seios até abaixo do umbigo.


www.sonhadamaternidade.com.br
 Fonte da imagem: Pinterest


A diástase pode ocorrer por causa de alguns hábitos da gestante, como a má postura durante a gestação ou falta de atividades físicas que fortaleçam essa região antes da gestação. Mas também pode estar relacionada ao porte físico da mulher, como é o caso de mulheres pequenas que dão a luz a bebês muito grandes.

Reportagem presente no site da Revista Cláudia, há o relato da cantora Sandy que sofreu o problema após o parto de seu filho. Ela atribuiu o fato ao tamanho de Théo quando nasceu. Como ela é pequena e o bebê grande, seu músculo apresentou diástase.

Prevenção e tratamento

Para prevenir a diástase depende de planejamentos futuros. Por que estou dizendo isto? Porque você já deve pensar no fortalecimento dos músculos do abdômen antes mesmo de pensar em engravidar. Praticar atividades físicas e ter uma alimentação saudável que fortaleça seu organismo é fundamental. Além disso, ter uma boa postura durante a gestação pode auxiliar na prevenção da diástase.

Já o tratamento para a diástase reto abdominal não é tão fácil quanto a prevenção. Nos casos em que o vão não ultrapassa 2 centímetros, exercícios físicos apropriados para esse caso (como abdominais) são capazes de minimizar a abertura existente entre os músculos, tornando-o quase imperceptível.

A solução mais drástica, principalmente para aberturas maiores que 2 cm, é uma cirurgia plástica em que os músculos unidos por meio de uma costura, diminuindo a distensão.

Cá para nós, passar por uma cirurgia não é nada fácil, ainda mais um procedimento caro como é o caso da cirurgia plástica. Então é melhor prevenir do que remediar.


Concluindo

Não precisa desesperar pois nem toda mulher tem diástase do reto abdominal, podendo atingir cerca de 30% das gestantes.

O importante é se cuidar, mantendo uma dieta saudável e o corpo preparado fisicamente para uma gestação.

Mas se você já passou pela gestação e teve a diástase, bora fazer exercícios abdominais? Procure uma academia ou um bom preparador físico para fazer os exercícios de maneira correta.

Um abraços a todas!


VOCÊ PODE QUERER LER TAMBÉM...

A cinta pós-parto: grande aliada da "volta" da barriga



É verdade que os óvulos envelhecem com a idade da mulher?

Olá Amigas!

Hoje em dia se tornou cada vez mais comum adiar a maternidade, seja pelos mais variados motivos, como esperar a independência financeira, a estabilidade em um relacionamento ou o encontro com a pessoa ideal, o fim de um curso. Mas você já ouviu falar que os óvulos da mulher envelhecem com a idade?

Pois é, não é mito. O ovário envelhece e com ele os óvulos, que com o passar da idade, já não serão liberados com a frequência e qualidade até que um dia deixem de ser liberados, chegando a menopausa.

Calma, pois isso não é motivo para se assustar. A não ser por problemas gerais de infertilidade (tanto feminina quanto masculina) a maioria das mulheres conseguem engravidar naturalmente durante sua vida reprodutiva.

amadurecimento
Fonte imagem: Pinterest


Mas como assim os óvulos envelhecem?

Ao contrário dos homens, que produzem espermatozoides continuamente durante sua vida, a mulher já nasce com o número de óvulos determinados para sua vida toda. São milhares (entre 400 e 500 mil) de óvulos dentre os quais haverá uma seleção para que ocorra a ovulação.

Você já parou para pensar que cada menstruação que teve desde sua primeira lá na adolescência é um óvulo desses milhares que você está deixando de ter? Que cada vez que menstrua, significa que você teve uma ovulação? Calma, calma. Como eu disse, você tem uma reserva de óvulos grande em seu organismo e dificilmente você não conseguirá engravidar porque perdeu uma ou outra ovulação (a não ser se, como eu disse antes, por problemas de fertilidade).

Dessa forma, essa reserva vai envelhecer junto com você. Os óvulos liberados atualmente por você não possuem as mesmas características dos que foram liberados na sua adolescência. Com o tempo esses óvulos também perdem sua qualidade, e isso pode dificultar, também, uma gestação.

Mesmo com o número determinados de óvulos para toda sua vida reprodutiva, nada impede que você escolha o momento certo para ter filhos. Tenha uma dieta saudável, evitando álcool, cigarro e outros tipo de drogas e seus óvulos vão sofrer o mínimo possível o passar do tempo (assim como seu organismo como um todo).

O tempo está passando! O que fazer?

Se você é daquelas mulheres que ainda querem "adiar mais um pouco", ou por ter realizações, ou por ainda achar que não chegou o momento, a medicina tem alternativas para que o sonho de ser mãe não seja frustado. É claro que isso requer custos que não são baratos, além de serem, em muitos casos, invasivos e doloridos.

A possibilidade mais conhecida é o congelamento de óvulos, em que os ovários são estimulados, os óvulos coletados e congelados. Quando a mulher decidir que é o momento certo de ser mão, esses óvulos serão fertilizados in vitro e transferidos para seu útero. Veja que nesses casos ocorre uma fertilização in vitro (FIV) que não é um procedimento barato.

É claro que podermos ter o controle sobre o momento de engravidar sem perder a possibilidade de ter um filho compensa os sacrifícios.

sonhadamaternidade.com.br


Concluindo


O importante é saber que tudo tem seu tempo, e isso vale para seus óvulos. Mas isso não a impede de escolher o momento ideal para ser mãe. Afinal, como mulher moderna, suas escolhas estão em suas mãos!

E você? Já chegou o seu momento de ser mãe? Congelaria seus óvulos para uma gestação futura? Compartilhe conosco!

Abraços a todas!


Você pode querer ler também...





Topo