Sonhada Maternidade: Dezembro 2016

Introdução alimentar: 6 meses de idade

Olá mamães!

Chegou o momento de introduzir alimentos sólidos.

Até os 6 meses de vida dos nossos bebês é tudo tão tranquilo (e lindo)! Saciamos sua fome e sede apenas como nosso leite (ou leite artificial e água). Basta colocar nosso filho no peito ou oferecer-lhe mamadeira e pronto!

Mas chega o momento em que o organismo do bebê pede mais e o leite deixa de ser suficiente para suprir as necessidades nutricionais desse ser em franco desenvolvimento.

Então, aos 6 meses, se inicia a introdução de novos alimentos. Primeiro com as frutas (in natura ou como sucos) e, depois, os alimentos salgados.

Como oferecer fruta ao bebê?


A introdução alimentar costuma ser mais fácil para uns e mais difícil para outros. Iniciar a introdução pelas frutas é o primeiro passo, pois por terem doce natural, são bem aceitas para pelo bebê. Além disso, são de fácil digestão, já que o estômago do bebê ainda está se acostumando a alimentos diferentes do leite.

Para as papinhas de frutas, as mais utilizadas na introdução alimentar são o mamão, banana e a maçã (esta por último, por ser mais adstringente).

Já o suco, o de laranja-lima é o mais indicado. Além de ser rica em vitamina C, a laranja-lima é doce e suave e a menos ácida de todas as laranjas. O suco deve ser oferecido, de preferência, em um copinho, em quantidades pequenas (entre 30ml e 50ml).

O importante é não colocar açúcar ou mel (este último deve ser consumido apenas após um ano de idade) pois a criança já deve ir se acostumando ao sabor natural da fruta. Além disso, o açúcar em excesso pode acarretar problemas de saúde.

www.sonhadamternidade.com.br


E os alimentos salgados?


Entre 7 e 15 dias após a introdução das frutas é o momento de oferecer os alimentos salgados. Na realidade, apesar de serem chamados salgados, eles não devem conter sal nesse primeiro momento. Deve ser utilizados temperos naturais, como cebola, alho, salsinha, cebolinha para dar sabor aos alimentos. Além disso, um fio de azeite de oliva é recomendável.

As papinhas salgadas são feitas, nesse primeiro momento da introdução alimentar, com legumes, tubérculos e leguminosas, de preferência tendo um exemplar de cada. A carne deve ser cozida junto com os legumes e retiradas (isso inicialmente) quando for amassar a papa. Como o bebê não tem dentes ainda, "mastigar" a carne é algo difícil. Ao poucos, com 7, 8 meses, pedaços bem pequenos e cozidos podem ser ingeridos.

Todos os ingredientes da papinha devem ser amassados com um garfo ou passados por uma peneira (isso é muito difícil) para facilitar a alimentação.

É aconselhável não utilizar liquidificador ou mixer para triturar os alimentos pois esse processo diminui os nutrientes dos alimentos.

www.sonhadamaternidade.com.br


Concluindo


A introdução alimentar é importante para o desenvolvimento da criança e na nova fase nutricional que ela está entrando.

Esse período de papinha é cansativo pois temos que fazer comida diferenciada e separada do restante da família. Mas esse momento é importante para que nossos filhos conheçam e reconheça diversos sabores e tenham hábitos alimentares saudáveis que permanecerão por toda infância e, de preferência, pela vida.

E você? Como está indo com a introdução alimentar? Conte um pouco de sua experiência para todas as mamães que leem o blog.

Um abraço!

Outros posts que podem te interessar:



Feliz Natal!!!

Olá Amigas!

Mais um Natal chegou.

Para algumas é o primeiro natal com seus filhotes.

As tentantes renovam as esperanças e as forças para continuarem firmes em seus projetos.

As gestantes aproveitam cada momento com seus babies em seus ventres.

E as mamães há mais tempo vivem, mais um ano, esse período lindo do ano com seus filhos.

É Natal! Momento de renovar as esperanças, de um mundo melhor, de menos desigualdades e mais amor ao próximo.

É Natal! Momento de estar com a família, recarregar as energias para o novo ano que vai começar.

É Natal!

Desejo a todas as leitoras do blog um Feliz Natal! Desejo tudo de bom para esse momento de lindo do ano.

Um grande abraço a todas!

www.sonhadamaternidade.com.br

Mala de maternidade para as mamães: 5 itens que não podem faltar!

Olá futuras mamães!

Como estão os preparativos para a chegada do bebê?

Você está em um momento de expectativa para o grande dia do nascimento e só está pensando como será os primeiros dias de vida de seu baby e como cuidar dele. Além disso, está preparando uma mala de maternidade para ele, com tudo o que o bebê vai precisar nos primeiros momentos de vida, ainda na maternidade.

Mas e você? Já parou para pensar? Há mães que se preocupam tanto com o filho que se esquecem delas mesmas.

Algumas maternidades, em suas páginas de internet, dão sugestões sobre o que a mãe deve levar para o filho e para ela. Mas, observando vários sites de maternidades, vi que muitas delas deixam de citar itens e outras exageram nos pedidos. O que vou destacar neste post são 5 itens que não podem faltar na mala das novas mamães e que serão úteis nos momentos pós-parto em que estarão na maternidade.

sonhadamatenidade.blogspot.com.br
 Fonte da imagem: pt.pinterest.com

O que você não pode esquecer de levar para a maternidade?


1) Cinta: a cinta, principalmente para quem faz cesárea, é item importante pois ajuda na sustentação do corpo e na acomodação dos órgãos internos. Para pós-cesarianas, as cintas dão segurança à mulher. Se você ainda não sentir à vontade com a cinta em primeiro momento, leve aqueles shorts ou calcinhas altas de compressão na barriga. Já ajuda bastantes. Veja a importância da cinta em A CINTA PÓS-PARTO: GRANDE ALIADA NA VOLTA DA BARRIGA.

sonhadamaternidade.com.br
Fonte imagem: mercadolivre.com

2) Produtos de higiene pessoal: algumas maternidades até oferecem sabonetes (aqueles pequenos, de hotéis) mas é sempre bom carregar seu próprio ou mais adequados para sua pele. Também não se esqueça do creme hidratante. Detalhe: Lembre-se que seu filhote que acabou de nascer não está acostumado com perfumes e pode, até, desenvolver uma alergia. Então o melhor é utilizar produtos sem perfume. Na área dos seios, é melhor não utilizar produto nenhum, a não ser as pomadas hidratantes próprias para os bicos dos seios (veja mais em POMADAS HIDRATANTES E OS MAMILOS DAS LACTANTES).

3) Absorvente íntimo: você vai precisar, e muito. Tem que ser de uso noturno pois o sangramento é abundante.

4) Robe feminino: pode ser que você fique muito tempo de camisola, então é bom utilizar um hobby. A movimentação no quarto do hospital é grande (são visitas, são médicos, enfermeiros) e você pode não se sentir à vontade apenas de camisola.

Fonte imagem: pixabay.com

5) Vestido para deixar a maternidade: Pensamos sempre na saída da maternidade de nossos babies e esquecemos de nós mesmas. Nada disso, menina! Temos que estar lindas e deslumbrantes para deixar o hospital com aquele ser lindo em nossos braços.

E você? Lembra de mais alguma coisa que não disse e que é essencial para os poucos dias que você ficará internada? Conte para gente!

Para aquelas que se estão preparando para o grande dia, BOM PARTO.

Abraços a todas!

Engravidei medindo a temperatura basal

Olá Amigas!

Sou super a favor de métodos naturais para tentar engravidar. Nas minhas tentativas utilizei chá de unha de gato, uxi amarelo (veja o uso dessas erva no link Unha de gato e uxi amarelo), o elixir de inhame (veja meu relato em Engravidei tomando elixir de inhame) e saúde da mulher (veja mais em Saúde da mulher). 

O método de medição da temperatura basal (ver mais em Temperatura basal) eu utilizei nas duas gestações e foi importante para eu conhecer meu corpo, perceber a ovulação e verificar o tamanho médio da minha fase lútea (ver mais em A importância da fase lútea para engravidar).

Medir a temperatura basal é não ficar dando tiro no escuro. É uma maneira de saber, sem gastar dinheiro com testes de ovulação, quando você ovulou ou quando provavelmente isso vai acontecer. Para isso, você tem que medir pelo menos três meses consecutivos para conhecer o funcionamento de seu organismo.

Além disso, você pode ficar sabendo se está grávida se sua temperatura permanecer alta por, pelo menos 7 dias após o término de sua fase lútea.


Mas tem que ter disciplina


O método de medição da temperatura basal não é fácil. Você tem que ter muita disciplina, pois você deve medir sempre no mesmo horário, mesmo em finais de semana, sem levantar da cama ou fazer movimentos bruscos. Eu sempre deixava o termômetro debaixo do meu travesseiro para evitar qualquer movimento que pudesse interferir na medição.

Foi dessa forma, medindo todos os dias no mesmo horário, durante os ciclos de tentativas, que conheci e reconheci sinais do meu corpo. Dessa forma consegui meu dois positivos.

Claro que não foi "de primeira". Na primeira gestação, devido a um descontrole hormonal, demorei 13 ciclos para engravidar. Já na segunda gestação, sem problemas hormonais, foram 4 ciclos. Destaco que as duas gestações ocorreram após os 30 anos.

www.sonhadamaernidade.blogspot.com.br


Concluindo...


Medir a temperatura basal é excelente para conhecermos nosso próprio organismo, tentando identificar ovulação e fase lútea. Mas tem que ter disciplina, pois não é um método fácil de se adotar, afinal muitas vezes temos que acordar cedo em pleno domingo para medir.

No post Temperatura basal explico mais como funciona esse método.

Abaixo indico três posts em que relato um cronograma utilizando métodos naturais para tentar engravidar.


Abraços a todas e boas tentativas!

 

 

Shampoo Johnson's Baby ajuda a engravidar?

Olá tentantes!

Mais uma novidade para vocês que estão na busca pelo positivo.

Nos grupos de tentantes que participo (ainda, apesar de não ser mais tentante rsrs) o que está bombando é o uso do "Shampoo Johnson's Baby" como sabonete íntimo para ajudar a engravidar. Tenho lido alguns relatos de  positivos após o uso desse xampu.

Mas por que ele ajudaria a engravidar?


Algumas mulheres, após algum tempo de tentativas e insucessos nas mesmas, começam a realizar exames para verificar se há algum problema fisiológico que esteja impedindo uma fecundação. Se mesmo depois dos exames constatarem que está tudo normal e mesmo assim você não consegue o positivo, pode ser sua ansiedade que esteja atrapalhando ou uma coisa bem simples: seu Ph vaginal.

O Ph está relacionado ao nível de acidez de um líquido ou ambiente. No caso do Ph vaginal, ele se refere à acidez do ambiente vaginal, incluindo o muco. O Ph vagina é ácido, variando entre 2,0 e 4,0, numa escala de 0 a 10. O esperma, em contato com o ambiente vaginal, eleva esse Ph para valores entre 5,5 e 7,0, tornado o ambiente mais alcalino.

Ambiente vaginal muito ácido pode matar os espermatozoides. A união entre o ambiente vaginal com Ph normal e o esperma deixa o ambiente favorável para a sobrevivênvia do espermatozoide na vagina.

O xampu Johnson's ajuda a regular o Ph vaginal (ao contrário de muitos sabonetes íntimos no mercado), desta forma o ambiente vaginal ficará propício para receber o esperma.

Mas não é qualquer xampu Johnson's e sim o Johnson's Baby que regula o Ph. Veja a imagem:


sonhadamaternidade.blogspot.com.br


Como usar o xampu nas suas tentativas de engravidar?


Não Tem segredo nenhum quanto ao uso do xampu. Basta durante, o banho, lavar as partes íntimas com o xampu. Simples assim. Pode ser usado durante todo o ciclo.

E aí, será que funciona?


Um ambiente propício para a sobrevivência do espermatozoide é ótimo para quem está tentando engravidar, e toda a ajuda nessa caminhada é válida.

Na época que eu era tentante, eu não fiquei sabendo dessa dica do xampu, senão teria usado com certeza.

Em diversos grupos e fóruns de tentantes tenho lido relatos positivos após o uso desse xampu. Não que ele seja o principal responsável pelo positivo, mas em conjunto com outros fatores, ajuda bastante.

Então vale a pena tentar!

E você? Vai experimentar? Já experimentou e deu certo? Conte para gente! Compartilhe!


Abaixo indico três posts em que relato um cronograma utilizando métodos naturais para tentar engravidar.



Veja também o post: ENGRAVIDEI TOMANDO ELIXIR DE INHAME

sonhadamaternidade.blogspot.com.br

Topo