Sonhada Maternidade: Janeiro 2017

Será gravidez ou TPM? Não se engane com os sintomas

www.sonhadamaternidade.com.br


Olá Amigas!

Hoje vou tratar das expectativas das tentantes antes de receberem seus tão sonhados positivo, quando a menstruação está um dia atrasada (ou nem atrasou ainda) e vem logo a pergunta em sua mente: "Será que estou grávida"?

Quando a fase lútea está terminando, começam sintomas que podem indicar uma gestação ou apenas sua menstruação dando as caras. Você fica ansiosa, cheia de vontade correr para fazer o teste de farmácia, mas tenta se segurar (nem todas conseguem). E na cabeça aquele pensamento: "Acho que foi desta vez."

Veja um pouco mais sobre a importância de saber sobre a fase lútea AQUI.

Difícil saber se você conseguiu engravidar apenas considerando sintomas superficiais, isto porque, na maioria das vezes, sintomas de gravidez se confundem com os de TPM ou sintomas pré-menstruação e vice-versa. Então, todo cuidado é pouco na hora de analisar esses sintomas e correr para fazer o teste de farmácia.


Quais sintomas podem ocorrer tanto na TPM quanto na gravidez?

Fique de olho nos sintomas abaixo pois eles podem ocorrer quando a mulher está grávida ou quando sua menstruação está para chegar. 

1) Aumento ou aparecimento de espinhas

2) Cólicas (em maior ou menor grau de dor)

3) Dores nos seios ou seios doloridos

4) Dores nas pernas

5) Sono

6) Enjoo (mais raro em casos de TPM, mas podem ocorrer)


Às vezes leio relatos de mulheres com seios doloridos que acreditavam que estavam grávidas e a menstruação chegava logo em seguida. Quem conhece bem seu corpo não fica nesse dilema com os sintomas.

Na maioria das vezes, você sempre teve um determinado sintoma antes de menstruar (como dores nos seios) e nunca reparou. Se você utilizava anticoncepcional, fique sabendo que os sintomas de TPM são amenizados (ou mesmo extintos) com se usa essa medicação, e quando você interrompe o uso para engravidar, os sintomas voltam. Como normalmente se deixa de utilizar anticoncepcionais hormonais para engravidar, os sintomas que podem ser de TPM podem fazer uma confusão em sua cabeça.

É claro que muitas mulheres sentem mesmo sintomas que podem indicar uma gestação, mas em geral sintomas antes de atraso menstrual estão mais relacionados à menstruação chegando do que a uma gestação. Assim, muitos dos sintomas que você pensa que seja uma gravidez e que ocorrem antes do atraso podem ser simples reflexo do seu estado emocional ou psicológico.

Por isso, é sempre bom conhecer bem seu organismo. Perceba como são os sinais de TPM para que não fique na dúvida se é gravidez ou não.

Além disso, não se apegue a sintomas superficiais que possam te induzir ao erro. Conheça seu ciclo menstrual, saiba a duração de cada fase do ciclo, e não se engane facilmente.




E você? Já teve aquele sintoma em que pensou que estava grávida e não estava? Como foi? Compartilhe sua experiência.

Abraços!



Não recebi a Caderneta de Saúde da Criança: e agora?

Olá mamães!

A Caderneta de Saúde da Criança é um documento fundamental para o controle de todas as ocorrências no desenvolvimento infantil. Desde de dados relacionados ao crescimento, vacinas, até dicas de puerpério e de saúde. Ela substituiu os antigos cartões de vacinas que, como o próprio nome já diz, se resumia à anotações de vacinas.

A Caderneta de saúde da Criança deve ser recebida na maternidade em que seu filho nasceu, já com as primeiras anotações sobre sua saúde e vacinas aplicadas pela maternidade (se for o caso). O recebimento da caderneta é direito de todo o recém-nascido que deve recebê-la na maternidade. Não adianta procurar no posto de saúde pois eles não a recebem para distribuição.

Mas por que isso está acontecendo?


Eu não sabia do problema quando minha filhota nasceu, em fevereiro de 2016, em uma maternidade particular de Belo Horizonte. Na alta, não recebi a caderneta. Achei estranho pois no nascimento do meu primeiro filho, na mesma maternidade, entregaram-na para meu marido antes mesmo de irmos para o quarto. Com a correria do nascimento dela, esqueci totalmente de perguntar sobre a caderneta.

Quando a levamos para tomar as primeiras vacinas é que me dei conta. No posto me disseram que eles não disponibilizavam e que isso era "serviço" da maternidade, que eu devia cobrar.

Foram duas semanas ligando e nada. A desculpa que me deram foi que estava em falta pois o Governo Federal não estava enviando. Deram a entender que, por falta de verba, estavam priorizando as maternidades públicas. Aconselharam até a imprimi-la no site (bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/caderneta_saude_crianca_menino.pdf mas não fica boa a impressão. Além disso, se era meu direito, por que tinha que imprimir?

Baseada nas informações que colhi sobre a possível falta da caderneta e sobre o direito de recebê-la ainda na maternidade, resolvi, então, correr atrás. Não da maternidade, já que não adiantava, mas de órgãos superiores.

Procurei a ouvidoria da Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais e enviei uma denúncia relatando a situação. A resposta que obtive era que eles não sabiam dessa falta e que eram responsáveis pela distribuição apenas no interior do estado. Na capital, a distribuição era de responsabilidade da Prefeitura de Belo Horizonte.

Mas o funcionário da secretaria de estado me ajudou. Entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde e pediu para o responsável pelo setor de distribuição da caderneta de lá para que reservassem uma caderneta para mim. Me repassaram o nome do funcionário que eu devia procurar disseram que ele já tinha meu nome que bastava procurá-lo. E foi o que eu fiz. Desta forma, consegui a caderneta de saúde da criança.

Poucos meses depois, saiu uma reportagem no jornal O Tempo, de Belo Horizonte, relatando sobre a falta da caderneta em Minas ( Falta caderneta da criança em Minas Gerais - O Tempo). Foi então que descobri que o problema estava maior do que pensava.

Não sei como está a situação em outros estados, mas é bem provável que esse problema esteja se repetindo em outros lugares.

caderneta imagem site Ministério da Saúde


Há alternativas?


Se você achou minha peregrinação muito difícil, há a possibilidade que citei no meu texto de imprimir a Caderneta de Saúde da Criança no site do ministério da saúde. Eu mesma pensei na possibilidade. Mas a impressão preto e branco não fica tão legal e imprimir colorido é um gasto muito grande.

Na internet existem pessoas que vendem a caderneta. Essas pessoas imprimem com alta qualidade e fazem a encadernação. Fica muito bonito. Se você quiser, é uma opção. Basta procurar no Google.

Então, se você não recebeu a caderneta de seu filho, corra atrás. Seja procurando a secretaria de saúde do seu estado para saber as providências a serem tomadas, como indo atrás de maneiras alternativas de conseguir sua caderneta (a impressão, por exemplo). O importante é ter em mãos esse documento importante de acompanhamento de crescimento de seu filho.

E você? Teve algum problema em receber a caderneta? Conte sua experiência para que outras mamães possam conhecer.

Abraços.

Maternidades indicando fórmula infantil sem necessidade: como assim?

Imagem: Flickr – Creative CommonsI


Olá Mamães e futuras Mamães!

Vamos falar sério agora. A amamentação é de extrema importância para o bebê, principalmente nos primeiros dias de vida. Ela deve ser exclusiva até os 6 meses de idade e, como recomendação do Ministério da Saúde, prorrogada até os 2 anos de idade (se possível). Vocês já devem ter lido muito sobre os benefícios da amamentação, tanto para mãe e principalmente para o bebê.

Mas a questão que trago aqui é o fato de maternidades (particulares principalmente) estarem indicando fórmula infantil para recém-nascidos sem necessidade.

Sim, sem necessidade. Duas colegas minhas, mesmo com muito leite em seus seios, deixaram a maternidade com receita para compra de fórmula infantil. As duas tiveram seus filhos em duas maternidades particulares diferentes de Belo Horizonte. As justificativas dadas pelos médicos pediatras do plantão que deram alta para os bebês era que os mesmos eram "muito gulosos". Todos os bebês nascem com fome. E sentem fome. E você mãe vai achar que ele é mesmo guloso quando, de hora em hora, ele chorar de fome quero mamar. É normal, principalmente nos três primeiros dias, em que há o colostro e o leite mesmo ainda não desceu.

Minha primeira colega dispensou a indicação de cara, afinal uma enfermeira do PSE, amiga nossa, lhe disse que ela tinha muito leite (ela também sentia isso) e que não entendia a indicação do pediatra. Ela tem tanto leite que seu bebê, aos 6 meses, tinha suas medidas ideias, sem nunca colocar leite artificial na boca.

Já a segunda, seguiu o conselho do pediatra do plantão. Como mãe de primeira viagem pensou que não teria leite suficiente. Em conversa comigo e com o pediatra na primeira consulta de primeira semana de nascimento, viu que seu leite era suficiente.

Não sei se há algum acordo entre pediatras e as fabricantes de leite, pois indicar fórmula sem ter necessidade aparente parece estranho (minha opinião). Ou não pode ser nada disso, vai saber.

E quando saber se será necessário usar a fórmula infantil?


A necessidade de uso do fórmula infantil em bebês, tanto prematuros quanto a termos, será avaliada por meio das consultas mensais com o pediatra de seu filho. Serão observados o crescimento e o comprimento de bebê, tendo como referência os gráficos da OMS presentes na Caderneta da Criança. E se o crescimento for muito abaixo do que o esperado (considerando fatores genéticos), o pediatra poderá indicar um complemento.

O importante é saber que toda a mulher possui leite e que ele pode mesmo demorar um pouco para descer após o nascimento do bebê. Mas seu filho não ficará com fome durante esse período, ele terá o colostro para se alimentar e ganhar anticorpos.

Ter uma indicação para o uso de fórmulas sem ao menos esperar o tempo necessário para o corpo da mulher se adaptar à amamentação é um risco, pois o bebê pode adaptar à facilidade da mamadeira (que não exige muito esforço) e deixar de vez o peito materno.

Lembre-se que a amamentação é importante para sua saúde e principalmente para saúde de seu filho. Além de ser um momento de de troca de carinho e aumento de vínculo entre mãe e bebê.

E como foi sua experiência com a amamentação? Teve alguma indicação médica de fórmula infantil? Qual o motivo?

Deixe seu comentário nos contando sua experiência.

Um abraço a todas!

Leia também:

COMO FAZER O BEBÊ DORMIR A NOITE TODA? INFELIZMENTE NÃO HÁ RECEITA

USAR OU NÃO USAR BICO (CHUPETA): EIS A QUESTÃO...

Estamos completando 2 anos de blog!!!

sonhadamaternidade.com.br


Olá a todas!!!

Como é bom poder estar aqui. Chegamos a dois anos de vida. Ainda andando devagar com as perninhas ganhando firmeza. Sim, somos criança ainda. Descobrindo o mundo, querendo mais e mais. Cada novo dia, uma novidade. E quantas novidades. E quanta coisa ainda a descobrir e compartilhar.

O blog nasceu quando eu decidi ter o segundo filho. Nesse momento eu lembrava de tudo que eu havia passado para engravidar do meu primeiro filho: o aborto espontâneo, os métodos naturais utilizados, a medição da temperatura basal e os negativos dos testes de farmácia. A luta iria começar novamente.

Os primeiros artigos do blog foram muito tímidos, de uma pessoa tímida que não gosta muito de se expor. Eram posts esporádicos, publicados uma vez a cada quinze dias ou uma vez por mês. Eu gostava de escrever mas ainda não tinha aquele tempo para me dedicar mais e fazer melhoras no blog.

E a gravidez veio, mais rápido do que eu esperava, com quatro ciclos de tentativas. Era o momento ideal para fazer posts e mais posts. Escrevi, sim, mas não tanto quanto eu desejava. Falei de exames, métodos para descobrir sexo do bebê pelo ultrassom, desmistifiquei mitos como os dos testes caseiros de gravidez. Mas era preciso mais.

O momento de escrever mais veio com o nascimento da minha filha. Aí sim a inspiração veio. Quis cada vez mais dar dicas às tentantes pois, como sofri muito para engravidar do meu primeiro filho, queria compartilhar minha experiência com outras mulheres que também estavam na tentativa de engravidar.

A experiência do segundo filho não é igual a do primeiro. Era totalmente diferente. E essa diferença me deu inspiração. As postagens ficaram mais frequentes, os seguidores foram surgindo e isso me dava mais força e prazer para escrever, duas três vezes por semana.

O blog ainda é uma criança que quer crescer e desvendar o mundo, andar cada vez mais firme em direção à maturidade.

Então vamos comemorar!

Parabéns!

Abraços a todas a queridas leitoras!

Feliz Ano Novo!!!

Olá Amigas!

Mais um ano se inicia. Esperanças renovadas, obstáculos superados ou a se superar, lutas que virão. É um ciclo.

Quantas tentantes se preparam para mais um ano de lutas, sempre firmes e confiantes de que "esse ano tenho meu positivo".

As gravidinhas exibem orgulhosas suas barrigas à espera do grande ano que se inicia. O ano do nascimento de seu filho!

E as mamães? Felizes e completas. Mais um ano com os grandes amores de suas vidas. Um, dois, três, não importa. Ser mãe completa a mulher e é maravilhoso ver seu filho crescer ano após ano.

É Ano Novo! Prepare seu coração para todas as emoções que 2017 te prepara. E, acima de tudo, sejam FELIZES!

Feliz Ano Novo! Feliz 2017!

Abraços e espero vocês no próximo post!

www.sonhadamaternidade
Fonte imagem: Pixabay
Topo