Os gráficos de crescimento do bebê te deixam louca? A mim sim! - Sonhada Maternidade

Os gráficos de crescimento do bebê te deixam louca? A mim sim!

Logo que nossos bebê nascem, há um monte de burocracia a se resolver: certidão de nascimento, exames, consultas... E, ao sair da maternidade, carregamos em mãos a Caderneta de Saúde da Criança, personalizada para menina e para menino.

Na minha época não tinha nada disso. Era somente um cartão com a marcação de vacina.

caderneta de vacinação

Hoje, além das vacinas, nas cadernetas são anotadas todos desenvolvimentos, consultas e exames que foram realizados no seu filho. Ficar sem essa caderneta ou perdê-la traz um grande transtorno (depois relatarei uma história para vocês sobre isso).

Agora vou falar para você daqueles gráficos de crescimento da criança (peso e tamanho). Aquelas cursas estão de acordo com parâmetros adotas pela  Organização Mundial de Saúde, de acordo com pesquisas de amostragem realizadas com criança do mundo inteiro. Isso mesmo: mundo inteiro.

grafico de crescimento OMS

 
Aí que vem o problema: e se seu  não se encaixa nesses gráficos de crescimento? Esse foi meu caso.

Até os quatro meses, meu filho mais velho cresceu e engordou acima da linha vermelha, considerado crescimento "ideal". Mas como ele é filho de pais baixos e magros, a partir dos cinco meses, não ganhou tanto peso e seu crescimento começou a ficar mais devagar. Tudo genética. Mas foi um desespero total. Remédios para abrir apetite, vitaminas, exames, mudanças de pediatra.

Até que um pediatra, muito sábio, me acalmou: "olha mãe, isso é genética. A linha de crescimento é própria do seu filho. O que importa é que ela seja crescente." Isso me acalmou. Estava cansada de pular de médico em médico, fazer exames direto.

Agora é ver se o mesmo vai ocorrer com minha filha (acredito que sim).

Então, se você acha que seu filho não segue as linhas dos gráficos de crescimento dentro do esperado, não se preocupe, pode ser apenas genética. Afinal, quem disse que seu filho tem que ser igual ao padrão de crianças do mundo inteiro?

Qualquer dúvida ou comentário, poste aí! Adorarei ler e ver que há mães como eu.
 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo