Quebra-cabeça: brinquedo inteligente

Olá a todas!

Sabe aquele brinquedo que não tem idade e que mesmo com o passar dos anos continua atemporal? Pois é, esse brinquedo é o quebra-cabeça.

Segundo o site Canal do Ensino, acredita-se que esse brinquedo tenha surgido pelas mãos de um cartógrafo do século XVII (aproximadamente 1760) chamado John Spilsbury,  que colou mapas em pedaços de madeira e depois cortou em diferentes partes com a intenção de ajudar crianças a aprender geografia. A ideia foi tão boa que até hoje essas peças são utilizadas na aprendizagem infantil, é claro que em diversas áreas e não são na geografia. 

O quebra-cabeça é um brinquedo que ajuda a desenvolver o raciocínio lógico, a capacidade de concentração e memorização. Alguns estudiosos afirmam que esse simples brinquedo é capaz de auxiliar nos processos de amadurecimento e resoluções de questões de cunho psicológico.

É um brinquedo que estimula, também, maior interação entre pais e filhos, no momento em que os pais sentam com seus filhos ora para ensiná-los, ora para montar junto. Pode ter certeza que você terá ótimos momentos brincando com seu filho.

imagem de quebra-cabeça do pixabay



Fique de olho na faixa etária!


O quebra-cabeça é indicado para crianças acima de 2 anos, pois nesse momento da vida a criança já tem maior coordenação, interesse e curiosidade, além de compreender melhor como funciona esse brinquedo.

É claro que você não dará a seu filho de 2 anos um quebra-cabeça de 50 peças. Há no mercado uma infinidade de modelo que estão de acordo com cada faixa etária.

Para os menores, há os livro de história em que cada página há um pequeno quebra-cabeça que possui entre 4 ou 6 peças. Aqui em casa começamos com um desse, com a história dos Três Porquinhos.


quebra-cabeças


A medida que meu garoto foi crescendo, o número de peças foi aumentando, e a dificuldade também. Com 4 anos, meu garoto já se arrisca com quebra-cabeças de 36, 40 peças! E ele adora.


quebra-cabeça

quebra-cabeça


As caixas e/ou livros de quebra-cabeça possuem a faixa etária apropriada de acordo com o número de peças que ele possuem.

E aí? Que tal aproveitar o fim de semana para brincar com seu filho com um brinquedo que, além de divertido, estimula a inteligência?

Se você tem alguma experiência legal com quebra-cabeças, conte para a gente nos comentários. Há muitas pessoas que adorarão saber.

Abraços!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo